Taça do Mundo de Pista – Ivo Oliveira conquista prata em scratch

26

O português Ivo Oliveira teve um excelente desempenho na etapa bielorrussa da Taça do Mundo de Pista, conquistando hoje a medalha de prata na prova de scratch, disputada em Minsk. Foi a quarta medalha do gaiense durante este fim de semana.

Ivo Oliveira confirmou o excelente momento de forma, tendo um desempenho de grande nível nos 15 quilómetros da corrida de scratch. Durante as 60 voltas ao velódromo de Minsk, três corredores conseguiram dobrar o pelotão. Um deles foi o representante nacional.

A luta pela medalha de ouro travou-se-se entre o trio mais forte. A correr em casa, o bielorrusso Yauheni Karaliok venceu, deixando Ivo Oliveira no segundo lugar e o ucraniano Vitaliy Hryniv no terceiro posto.

O resultado esteve em suspenso durante largos minutos. As classificações oficiais referiram dois resultados diferentes, um com Ivo Oliveira no segundo lugar e outro – a geral da Taça do Mundo – dando-lhe a vitória. “Tudo não passou de um engano. Com muita pena minha, o bielorrusso foi melhor e ganhou com inteira justiça”, afirma Ivo Oliveira.

Rui Oliveira também competiu na jornada de encerramento da Taça do Mundo 2017-18, acabando o concurso de omnium na oitava posição. O ciclista luso chegou à decisiva corrida por pontos no quarto posto, mas apenas conseguiu somar um ponto ao pecúlio até então amealhado.

A corrida por pontos, que não correu de feição ao português, atirou Rui Oliveira para o oitavo lugar, com 89 pontos. Ficou longe do pódio, encabeçado pelo holandês Jan Willem van Schip, com 134, que foi acompanhado pelo polaco Szymon Sajnok, com 129, e pelo russo Mamyr Stash, com 110.

A participação da Equipa Portugal na derradeira etapa da Taça do Mundo foi coroada de sucesso, saldando-se por quarto medalhas em cinco provas. Ivo Oliveira venceu hoje a corrida de scratch, foi segundo em perseguição individual e terceiro na corrida por pontos – na qual conquistou a geral da Taça do Mundo – e em madison, nesta em parceria com o irmão, Rui Oliveira.

As quatro medalhas tiveram a assinatura de Ivo Oliveira. “Participei em quatro corridas e ganhei quatro medalhas. Só me faltava mesmo o ouro! Mas estou mais do que satisfeito. Se no início da Taça do Mundo me dissessem que iria ganhar quatro medalhas, eu diria que estavam a sonhar! O pódio no madison foi o que mais significado teve, porque é uma prova olímpica e sendo esta a nossa primeira grande experiência a nível elite foi simplesmente fantástico”, conclui o corredor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome