A portuguesa Maria Martins prossegue a trajetória ascendente no ranking de qualificação olímpica de omnium depois de, nesta madrugada, ter conseguido a quarta posição na prova da Taça do Mundo, disputada em Cambridge, Nova Zelândia.

A corredora da Equipa Portugal fez um concurso muito equilibrado, sempre perto do topo da classificação. Abriu com o terceiro lugar em scratch, foi quinta classificada na corrida tempo e quarta na eliminação. Entrou neste lugar na corrida por pontos, segurando a posição na prova decisiva.

Maria Martins fechou o concurso com 102 pontos. A japonesa Yumi Kajihara triunfou, com 129 pontos, seguida pela estadunidense Jennifer Valente, com 118, e pela canadense Allison Beveridge, com 111. Este resultado deixa Maria Martins no segundo lugar da geral da Taça do Mundo, com 1235 pontos, menos 140 do que a comandante, Yumi Kajihara.

Mais importante do que isso, o desempenho na Nova Zelândia significa a conquista de mais 170 pontos no ranking de apuramento para os Jogos Olímpicos de Tóquio, consolidando Portugal como uma nação claramente dentro das balizas de qualificação, quando a fase de apuramento entra na reta final.

Portugal também competiu, na última madrugada, no setor masculino, de olhos postos em Tóquio. Ivo Oliveira e João Matias formaram a dupla nacional em madison. Os portugueses somaram quatro pontos, terminando na 11.ª posição. A prova foi conquistada pelos neozelandeses Aaron Gate e Campbell Stewart, com 129 pontos, seguidos pelos australianos Kelland O’Brien e Cameron Meyer, com 87, e pelos italianos Michele Scartezzini e Francesco Lamon, com 57.

Em termos de ranking olímpico, como apenas contam os três melhores resultados de uma nação em cada época da Taça das Nações, o resultado deste domingo significa uma melhoria de 120 pontos para Portugal, pois vai substituir no ranking o 15.º lugar da semana passada.

A qualificação olímpica portuguesa continua em aberto, tanto em madison como em omnium masculinos, embora se apresente como uma tarefa mais espinhosa do que o apuramento em omnium feminino, que, não estando fechado, está muito bem encaminhado.

Nas disciplinas não olímpicas, João Matias competiu hoje em scratch, terminando na 12.ª posição. A vitória do ucraniano Roman Gladysh, que foi acompanhado no pódio pelo holandês Roy Eefting e pelo grego Christos Volikakis, segundo e terceiro, respetivamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome