Miranda Factory Team continua firme na liderança da Taça de Portugal de DHI

13

A Miranda Factory Team permanece na liderança da Taça de Portugal de Downhill (DHI) por equipas, após este fim-de-semana ter-se disputado a 4.ª Etapa para a competição, em Santa Marinha, Ribeira de Pena.

Dos três atletas da equipa, individualmente dois deles foram ao pódio: Gonçalo Bandeira no 1.º lugar, na categoria de Cadetes e Tiago Ladeira 2.º lugar, em Juniores. O Elite Vasco Bica terminou na 4.ª posição. A Taça de Portugal decide-se no dia 27 de maio, em Porto de Mós.

Na tabela da classificação geral, a equipa oficial de DHI da Miranda&Irmão contabiliza 138 pontos (mais oito que a segunda classificada, a algarvia MCF/ XDREAM/ Município de S. Brás). Em individual, Vasco Bica, vencedor do troféu na época passada, está em 2.º lugar (566 pontos), a escassos três pontos do atual líder em Elites, o madeirense Emanuel Pombo (569 pontos).

O Campeão Europeu Júnior, Tiago Ladeira, permanece solidamente no comando da Taça de Portugal de DHI, com 135 pontos de avanço sobre Tomás Barreiros, 2.º classificado. Gonçalo Bandeira, ao somar a terceira vitória em quatro provas disputadas, está na liderança com 990 pontos, mais 230 que o 2.º lugar.

Vasco Bica, condicionado por uma lesão no pulso, mostrou-se, ainda assim, muito satisfeito com a sua prestação durante o fim-de-semana: “Obtive um 4.º lugar a muito pouco tempo do pódio, numa prova onde nem sequer iria correr por ter contraído uma lesão no pulso na Croácia. Mas tinha de correr, porque estando a liderar a Taça e só faltando uma etapa para o final não podia vacilar”, explicou o Elite da Miranda Factory Team.

A solução foi “ligar bem o pulso e aguentar as dores fortes para conseguir pontuar, tanto a nível individual como por equipas. No final do dia ficou tudo em aberto, a luta pela Taça de Portugal vai ser decidida na última etapa em Porto de Mós”, concluiu, lembrando ainda que o trabalho do coletivo nesta 4.ª etapa para a competição lusa somou mais pontos à liderança da Miranda Factory Team, que se mantém firme, na frente.

O Campeão Europeu Júnior, numa pista que não lhe era desconhecida e que “me agrada bastante”, não conseguiu, contudo, sentir-se bem ao longo do fim-de-semana, “o que não me permitiu ir mais além do que um 2.º lugar. Parabéns à equipa pelo primeiro lugar e estamos todos já focados nos próximos desafios”, rematou Tiago Ladeira.

Também para Gonçalo Bandeira “foi um fim-de-semana difícil. Com sol nos treinos de sábado, mas que fez com que a pista se desgastasse muito”, explicou o Cadete. No domingo a chuva apareceu e o terreno ficou completamente diferente de sábado, dificultando um pouco o desempenho dos atletas porque “tivemos de mudar algumas linhas da pista à última hora”.

Na descida final, Gonçalo Bandeira disse que cometeu alguns erros na zona inicial da pista, por isso optou por uma condução mais segura no resto do percurso. “Estou bastante contente por ter ganho a minha classe e ter feito um Top 10 na Geral da corrida, e ainda ter conseguido ajudar a Miranda Factory Team a fazer mais uma vitória coletiva”, terminou.

Com uma participação maioritariamente nacional – apesar da calendarização internacional da corrida, classificada como C2 –, além de ter sido disputada a quarta e penúltima etapa da Taça de Portugal de DHI, a prova foi pontuável para o troféu nacional de regularidade. Chegada a fase determinante da competição lusa, o troféu vai ser decidido a 27 de maio, em Porto de Mós.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome