A nova Vitoria Patagonia Explorer GRX, é uma bicicleta construída sob um quadro e forqueta de carbono, além disso, dispõe de recursos específicos para gravel.

Vitoria Patagonia Explorer GRXA sua geometria possui uma inclinação muito suave e escoras curtas e caídas, um modelo bastante confortável.

Quanto ao quadro esteticamente, é muito moderno. Possui um tubo de testa curto e grosso. Obviamente, a direção é cónica, de modo que, como um todo, tudo no quadro está muito bem integrado.

O tubo inferior parece superdimensionado e termina numa caixa de movimento pedaleiro bastante generosa. Juntamente com a forqueta de corte reto, a aparência deste modelo, como mencionado, é muito atual.

Outro aspecto que oferece uma vantagem das últimas tendências em bicicletas é que a cablagem é interna. Normalmente, os modelos high-end apresentam este tipo de roteamento. Isso proporciona ao conjunto maior limpeza visual em comparação com os quadros que exibem seus cabos externamente. Tudo é mais limpo.

Existem outras características que devem ser destacadas na Vitoria Patagonia Explorer GRX. Por exemplo, existe a possibilidade de instalar uma terceira grade de bidon no quadro, dois nos locais habituais; isto é, no tubo inferior e no vertical.

O outro local onde podemos adicionar uma grade adicional é na parte inferior do tubo inferior. Além disso, existe a possibilidade de colocar racks ou porta-cargas no quadro e na forqueta. Embora pensemos que não seja o seu objetivo, pode ser transformada num modelo para realizar viagens de vários dias.

Nesse sentido, para bikepacking optar-se-ia pela opção em aço e carbono Vitória, colocando-a num âmbito de gravel mais desportivo. Mas tudo isto é uma opinião pessoal.

A bicicleta permite que instale transmissões tanto de um como de dois pratos. Isso é importante porque aumenta a sua versatilidade. De fato, com uma solução subcompacta e uma cassete pequena, podemos ter uma bicicleta muito válida para estrada ou andar um pouco mais rápido nos caminhos florestais.

Se, por outro lado, a sua aposta é em montagens de um único prata e cassete grande, obtém um modelo mais focado em gravel.

A bicicleta, como é óbvio possui eixos passantes, dando uma sensação de maior segurança com esse tipo de bloqueios, em comparação com o tipo mais clássico ou de libertação rápida.

Existem muitos outros aspectos a serem analisados. Por exemplo, este modelo permite montar rodas 700c com pneus de até 50mm. Além disso, é possível instalar rodas 650b para um tamanho máximo de 2,15”. Pneu suficiente para enfrentar qualquer tipo de estrada, por mais técnica que seja.

O quadro pesa apenas 1,1 kg, o que com os escassos 0,350 kg da forqueta, teremos um modelo muito leve. Perto de qualquer bicicleta de estrada. Está disponível em 4 tamanhos: S, M, L e XL e em três cores: Camaleão, Azul Metalizado (fotos) e Pistachio

Andamentos e Grupos

Aqui temos diferentes opções de montagem de acordo com o nosso gosto. Por um lado, você tem opções de prato único e duplo, com diferentes tipos de transmissão: Shimano GRX ou 105 e Sram Apex. Em todos eles, sempre com travões de disco hidráulicos.

Especificamente, se focarmos o modelo equipado com o grupo Shimano GRX, este terá o nível 600. Equivalente, mais ou menos, a um Shimano 105. Ele possui um prato único de 40 dentes. É possível montar até um prato de maior andamento: 46t.

O Shimano GRX600 é um grupo específico de gravel que permite, graças à sua versatilidade, cobrir todos os tipos de terreno. Se você pratica ciclismo de estrada, tanto em declives como em busca de velocidade, pode sentir falta de andamento.

Periféricos

Os periféricos desta bicicleta são de alumínio. Além disso, você pode optar pela colocação de um guiador mais largo ou com maior flare que o modelo padrão. Especificamente com 25 graus como os modelos de alumínio da marca Nyxtralight CX Explorer. Isso dar-lhe-á mais controlo em estradas mais técnicas e íngremes.

Entre eles, destacam-se dois dos seus componentes. Por um lado, o seu avanço curto. É o modelo da marca especialista em avanços ajustáveis Satori. Especificamente, é o Glider II, que possui um elastómetro (material elástico) que suaviza os impactos que ocorrem se atravessarmos buracos ou terrenos acidentados. O outro periférico, o espigão de selim Synthium, possui um design muito espetacular.

Rodas e pneus

As rodas são as Mavic Allroad, destinadas ao ciclismo de gravel ou aventura. Elas são o modelo mais barato da marca francesa, mas, no entanto, não deixam de ser fiáveis. Na verdade, são comumente comparadas com as famosas Mavic Aksium na estrada. Destaca-se que são rodas completas e duradouras, tubeless, construídas em alumínio e a pesar 1.890 gramas.

Nos pneus. Estes são, em concreto, os Vittoria Terreno Dry com um tamanho de 38mm. Estes pneus são projetados para gravel e ciclocross e são ideais para terrenos secos. Têm um piso baixo que permite rolar com agilidade e, ao mesmo tempo, manter uma boa tração. O rebordo lateral mais alto oferece excelente aderência nas curvas e terreno solto, tornando-os mais versáteis.

Mais informações em www.vitoriabikes.es.