O atleta Pedro Oliveira da Academia Joaquim Agostinho sagrou-se vice-campeão nacional de contra-relógio individual na classe master 60, em prova realizada este sábado na cidade alentejana de Reguengos de Monsaraz.

© Eduardo Campos

Pedro Oliveira foi um dos vários atletas da academia torriense que estiveram em competição, num fim-de-semana dedicado à atribuição dos títulos de campeão nacional nas variantes de fundo e contra-relógio.

O atleta de Alcobaça foi segundo classificado, concluindo os 21,4 quilómetros de prova em 33 minutos e 20 segundos. Na mesma classe competiram também os atletas Jaime Ambrósio e António Garcia, tendo estes alcançado o 6º e 7º melhor tempo respetivamente. Sílvio Serrenho optou por participar apenas na prova de fundo onde obteve o 7º lugar.

Já em master 50, Carlos Esteves foi 6º classificado no contra-relógio e 11º na prova de fundo.

© João Fonseca

Em Belmonte correram-se os campeonatos nacionais das mesmas disciplinas em femininos e sub-23 masculinos. Nos sub-23 a academia esteve representada por 9 atletas da Sicasal-Constantinos-Delta Cafés. Marvin Scheulen, Iúri Leitão e Francisco Morais participaram no contra-relógio individual, obtendo o 7º, 8º e 11º lugares respetivamente.

Já na prova de fundo viveu-se uma corrida muito agitada desde o primeiro quilómetro, com os atletas “torrienses” representados em todas as fugas na busca do objetivo em levar Marcelo Salvador e Daniel Silva à disputa pela vitória final. Ao quilómetro vinte formou-se uma fuga com 14 atletas onde estavam os principais favoritos e os elementos da equipa de Torres Vedras Marcelo Salvador, Francisco Morais e Iúri Leitão.

© João Fonseca

Tudo corria como planeado, mas a dureza do percurso e o calor extremo que se fez sentir naquela cidade medieval do sopé da Serra da Estrela, acabaram por ser adversários extra que fizeram a diferença para os atletas mais fortes, com Marcelo Salvador a ser o 9º atleta mais rápido a cruzar a meta.

Um resultado bastante positivo face à concorrência de atletas com grande experiência internacional e ao qual se juntam os grandes desempenhos de Miguel Salgueiro, Francisco Morais, Iúri Leitão e Marvin Scheulen, que trabalharam bastante sobre temperaturas de quase 40 graus, terminando a prova em 11º, 19º, 20º e 21º respetivamente.

Em femininas, Inês Pereira estreou-se sexta-feira com as cores da Academia Joaquim Agostinho no exercício de contra-relógio individual. Apesar dos vários problemas mecânicos com que foi confrontada durante percurso, a atleta de Alverca viria a ser a 8ª mais rápida da competição.

© João Fonseca

Na prova de fundo disputada no sábado, Diana Pedrosa foi a 8ª melhor elite numa competição que teve como vencedora a atleta torriense Daniela Reis, que no dia anterior já tinha garantido também o título de campeã nacional de contra-relógio.

Na classe master 30, Catarina Simões e Carla Oliveira foram as atletas que representaram a academia, alcançando a 6ª e 7ª posição na geral da sua categoria.