PUB

Afonso Eulálio (Glassdrive-Q8-Anicolor) foi mais forte e bateu Afonso Silva (Kelly-Simoldes-UDO) ao sprint para conquistar a vitória na prova de fundo do Campeonato Nacional de Estrada, em Mogadouro, distrito de Bragança.

AFONSO EULÁLIO CAMPEÃO NACIONAL DE FUNDO DE SUB-23
Photo © João Fonseca Photographer

O percurso de 132,2 quilómetros da prova de fundo dos Campeonatos Nacionais de Estrada fez estragos no pelotão da prova de fundo de sub-23, que se começou a partir ainda muito cedo na corrida.

PUB

A primeira movimentação surgiu logo nos quilómetros iniciais, com um ataque de Diogo Narciso (L.A.Alumínios/Credibom/MarcosCar), que se isolou na frente da corrida. O corredor foi aumentado a distância para o pelotão, chegando a ter cerca de 1m30s de vantagem para os perseguidores.

AFONSO EULÁLIO CAMPEÃO NACIONAL DE FUNDO DE SUB-23
Photo © João Fonseca Photographer

Os ataques no pelotão começaram a intensificar-se após a primeira passagem pela meta, sendo que a partir dessa altura foram vários os corredores a tentarem colocar-se em posição intermédia. Estes mesmos corredores foram formando pequenos grupos, que ao longo de toda a corrida foram perdendo e ganhando elementos.

À terceira passagem pela meta, com 65 quilómetros de prova completados, já não existia um pelotão propriamente dito, com Afonso Silva (Kelly-Simoldes-UDO) a destacar-se e a tomar o lugar de Diogo Narciso na frente da corrida, que, entretanto, viria a ser alcançado. Atrás de Afonso Silva seguiam dois grupos intermédios, o primeiro com nove elementos, a 40 segundos, e o segundo, com 10 elementos, a 1m20s.

Na penúltima passagem pela meta, a cerca de 20 quilómetros do final da prova, vários corredores foram perdendo o contacto com os grupos em que se encontravam, ficando Afonso Silva ainda na frente, com Afonso Eulálio (Glassdrive-Q8-Anicolor) a 45 segundos, João Silva e Lucas Lopes (Caja Rural-Alea) a um minuto.

Nos últimos quilómetros, Afonso Eulálio conseguiu chegar à frente da corrida, seguindo com Afonso Silva até à meta. A vitória seria discutida ao sprint, com Afonso Eulálio a superiorizar-se e a cortar a meta em primeiro lugar, conquistando a camisola de campeão nacional de fundo. Afonso Silva foi segundo e João Medeiros (L.A.Alumínios-Credibom-MarcosCar), que seguia num dos grupos intermédios, fechou o pódio na terceira posição a 10 segundos do vencedor.

“A corrida foi muito dura, como eu gosto. Também um pouco caótica, com muitos ataques. Os adversários estavam muito fortes e eu comecei por não me sentir muito bem. Com o passar dos quilómetros acabei por sentir-me melhor e ataquei. Quando me vi na frente foi até ao fim. Não há palavras para descrever o que sinto. Sempre desejei andar um ano com a bandeira de Portugal. Agora vou aproveitar o momento e desfrutar desta felicidade”, disse Afonso Eulálio, que irá agora erguer a camisola de campeão nacional.

Amanhã teremos as provas de fundo de paraciclismo a começar pelas 09h00, e de elite masculina às 11h30.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui