Absa Cape Epic 2018 5ª Etapa | Equipa de Luís Leão Pinto é das mais regulares

203

Kulhavy, Grotts dominam a Etapa 5

Com pouco mais de cinco minutos a separar as três melhores equipas masculinas na classificação geral, o contrarrelógio foi a fundo desde o início desta Etapa 5 de 39 km em Wellington.

Fotografia por Mark Sampson/Cape Epic/SPORTZPICS

Com uns brutais 39km / 1430m, não houve lugar a descanso para a Investec Songo Specialized, a Cannondale Factory Racing e a Canyon Topeak, à medida que a caça à jersey amarela se intensifica na Etapa 5 em Wellington. No papel, o percurso parecia favorecer os atletas de cross-country – mais especificamente os rapazes da Cannondale Factory Racing e os vencedores do Prólogo, Centurion Vaude, mas, como se pôde ver, não foi o caso…

Cannondale Factory Racing teve a maior perda do dia, resultado direto dos esforços de ontem. Manuel Fumic e Henrique Avancini pareceram desconcertados durante grande parte do percurso, o último dos quais acusava uma enorme pressão nas subidas.

“Pedalámos muito forte e corremos alguns riscos”, disse Avancini. “Tentámos a nossa sorte, mas não tivemos pernas – é o que é.”

Fotografia por Nina Zimolong/Cape Epic/SPORTZPICS

Cannondale Factory Racing acabaria por terminar em quinto lugar, e com esse resultado, desceram um lugar abaixo de Alban Lakata e Kristian Hynek (Canyon Topeak) na classificação geral, para o terceiro lugar.

De acordo com Kristian Hynek, Lakata fê-lo “sofrer” durante grande parte do contrarrelógio, mas eventualmente acabou por “encontrar as pernas”.

Depois de vencer a Etapa Rainha de ontem, Daniel Geismayr e Nicola Rohrbach, da Centurion Vaude, terminariam num dececionante sétimo lugar – 3,39,9 atrás.

“Nicola (Rohrbach) não se estava a sentir bem hoje”, disse Geismayr após a etapa. “Tivemos que ir a um ritmo constante e lento. Vamos ver o que acontece nos próximos dois dias.”

O dia, no entanto, pertenceu à Investec Songo Specialized, que não mostra sinais de fraqueza. Foi uma exibição impecável em que Kulhavy e Grotts afirmaram o seu domínio alcançando a Cannondale Factory Racing, que começou três minutos à frente deles, nos primeiros 20 km.

Fotografia por Nick Muzik/Cape Epic/SPORTZPICS

Os atletas da Buff Scott MTB, Francesc Guerra Carretero e Luís Leão Pinto, terminaram o contrarrelógio na 4ª posição, a menos de 30s de conseguirem subir ao pódio, afirmando-se como uma das equipas mais regulares em prova, mantendo o 5º lugar da Classificação Geral.

A Investec Songo Specialized leva agora uma vantagem de 7,15,8 para a Etapa 6 – um dia difícil de 76 km / 2000m em Wellington.

As rivais da Songo ficaram em sexto e sétimo

Annika Langvad e Kate Courtney conquistaram a sua sexta vitória em seis dias de corrida no Absa Cape Epic, esta sexta-feira.

Foi a sexta vitória em seis etapas para a parelha Investec Songo Specialized, mas pela primeira vez neste evento em 2018, houve alguma dúvida quanto ao resultado na categoria feminina durante grande parte da etapa. Umas ressurgentes Sabine Spitz e Robyn de Groot (Ascendis Health), lideraram por 31 segundos até metade do percurso e terminaram apenas 12,5 segundos atrás, neste duro percurso de 39 km, com 1430 m de acumulado de subida.

Embora a margem da vitória tenha sido pequena, a Campeã do Mundo e a sua jovem parceira americana ampliaram a sua vantagem por dois minutos e 52 segundos sobre Annie Last e Mariske Strauss (Silverback-KMC), que estão em segundo lugar da geral e terceiro da etapa.

Fotografia por Andrew McFadden/Cape Epic/SPORTZPICS

A diferença da Investec Songo Specialized para a Silverback na classificação geral, aumentou para pouco mais de 35 minutos e até mesmo as duas líderes são forçadas a admitir cautelosamente que a vitória é quase uma certeza.

“Estamos a contar os dias aos poucos agora”, admitiu Langvad após o final, na primeira vez que insinuou publicamente que será difícil para as suas rivais reivindicarem a vitória geral.

Apesar de serem a primeira equipa a quase levar a melhor sobre a dupla potente da Investec Songo Specialized, Spitz e De Groot pareciam surpresas com o resultado.

Fotografia por Andrew McFadden/Cape Epic/SPORTZPICS

“Eu não me percebi de que nos tínhamos saído tão bem”, disse a sul-africana. “Eu senti-me melhor do que esperava. Depois de quatro dias com mais de 100 kms, esperávamos que fosse muito difícil, mas andámos muito bem juntas e controlámos bem o ritmo, o que resultou, acho eu.”

Com a subida das temperaturas, as atletas gozaram de uma melhoria no tempo, mas a inglesa Last disse que estava desconfortavelmente quente.

“Na primeira subida, já se podia sentir o calor. Na linha de partida era muito bonito, porque se podia ver o nascer do sol, mas nas subidas era quente. Era um contrarrelógio com 1400 metros de subida e (na quinta-feira) fizemos 113km com 1800 metros, portanto, houve mais subidas em muito menos distância”.

2018 Etapa 5 Masculinos

Resultados da Etapa

1.º Investec Songo Specialized – Jaroslav Kulhavy / Howard Grotts – 1:44,49,6
2.º Trek Selle San Marco 2 – Fabian Rabensteiner / Michele Casagrande – +33,2
3.º Canyon Topeak – Alban Lakata / Kristian Hynek – +1.52,9

Resultados gerais

1.º Investec Songo Specialized – Jaroslav Kulhavy / Howard Grotts – 19:32,14,9
2.º Canyon Topeak – Alban Lakata / Kristian Hynek – 19:39,30,7
3.º Cannondale Factory Racing – Manuel Fumic / Henrique Avancini – 19:39,34,6

2018 Etapa 5 Femininas

Resultados da Etapa

1.º Investec Songo Specialized – Annika Langvad / Kate Courtney – 2:08,26,5.
2 º Ascendis Health – Sabine Spitz / Robyn De Groot – +12,5
3.º Silverback – KMC – Mariske Strauss / Annie Last – +2.52,2

Resultados gerais

1.º Investec Songo Specialized – Annika Langvad / Kate Courtney – 22:42,38,2
2.º Silverback – KMC – Mariske Strauss / Annie Last – +35.27,8
3.º Ascendis Health – Sabine Spitz / Robyn De Groot – +41.49,0

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome