Pelo segundo ano consecutivo, a empresa Viúva Lamego aceitou o desafio de criar as peças cerâmicas que vão brindar os vencedores da 81ª Volta a Portugal Santander.

Depois de, no ano passado, o arquiteto Álvaro Siza Vieira ter sido responsável pelo processo criativo dos novos troféus, este ano coube à artista plástica Joana Vasconcelos o desenvolvimento dos desenhos originais que serão pintados manualmente nas peças cerâmicas oferecidas diariamente aos heróis da Volta.

Para além dos troféus entregues aos vencedores de cada etapa e ao vencedor final da 81ª Volta a Portugal Santander, Joana Vasconcelos criou outra versão que será oferecida aos municípios de partida e chegada. Durante a Volta a Portugal serão entregues 42 troféus que perpetuam as tradições da azulejaria nacional reconhecida em todo o mundo.

Troféus da Volta a Portugal assinados por Joana VasconcelosFundada em 1849, a Viúva Lamego é reconhecida pela qualidade de execução ímpar nas mais diversas formas de arte, nomeadamente na azulejaria e na faiança portuguesas. A especialização em pintura manual está assente numa longa tradição de fabrico, com matérias-primas, métodos e técnicas de manufatura próprias.

O entusiasmo em criar de raiz e à medida, difícil de encontrar numa fábrica, surge naturalmente na Viúva Lamego graças ao equilíbrio da capacidade de produção em escala que não abdica de métodos artesanais como a pintura à mão.

A 81ª Volta a Portugal Santander realiza-se de 31 de julho a 11 de agosto com início em Viseu e festa final em Gaia e Porto.