A Trek-Segafredo participará no Santos Tour Down Under 2020 com a sua equipa masculina e feminina e estão na luta por vitórias em etapas e pela Classificação Geral.

Trek-Segafredo segue para o 22º Santos Tour Down Under com grandes ambiçõesA Trek-Segafredo participará na quinta edição do Santos Women’s Tour Down Under, a corrida profissional feminina de abertura do calendário internacional. Com uma forte equipa de seis ciclistas.

A corrida australiana de quatro etapas tem inicio a 16 de janeiro, em Adelaide, com um percurso projetado para proporcionar ás velocistas, trepadoras e ciclistas mais polivalentes, a possibilidade de lutar pela vitória.

Após uma grande performance na edição de 2019, que viu Letizia Paternoster correr para a vitória na etapa de abertura, conquistando a primeira vitória da temporada da equipa, além da conquista de dois lugares no pódio, a equipa registada nos EUA regressa à Austrália com grandes ambições.

A hexacampeã finlandesa de estrada Lotta Henttala (antes Lepistö) irá tentar disputar as etapas com chegada ao sprint, enquanto a campeã americana Ruth Winder, que no ano passado terminou entre os 10 primeiros na classificação geral, lutará pela conquista da vitória na prova, ao lado da sua compatriota, Tayler Wiles.

A Diretora Desportiva Ina-Yoko Teutenberg antecipa uma corrida muito desgastante e altamente competitiva.

“Tour Down Under é sempre corrida disputada cedo, na nossa preparação competitiva, onde enfrentamos ciclistas australianas já em grande forma. Nós apresentamo-nos com uma boa equipa para poder lutar por um lugar alto na CG, com Tayler (Wiles) e Ruth (Winder). Lotta (Henttala) regressará à competição depois de um 2019 atormentado por lesões. Vamos dar-lhe todo o apoio nas chegadas ao sprint.”

“A corrida mudou um pouco e não há chegadas em alto, por isso as táticas terão um papel determinante. Este percurso também abre a corrida para mais competidores e, com estas oportunidades, acredito que testemunharemos uma boa e agressiva corrida. “, diz Ina Teutenberg.

A ciclista de 26 anos, Ruth Winder, que na edição do ano passado conquistou um magnifico segundo lugar em Stirling, na quarta etapa, está ansiosa para dar início à temporada em Down Under.

“Adoro começar a temporada no Tour Down Under, por um lado, para escapar ao inverno no Colorado, mas também porque amo a Austrália. Tivemos um inicio muito bom da temporada, no ano passado. É um ótimo lugar para começar e passar alguns momentos a trabalhar o processo de como vamos competir em equipa antes do início das provas da primavera na Europa. É o nosso segundo ano juntas, como equipa Trek-Segafredo e todos esperam uma equipa forte. Vamos procurar ganhar etapas e preparar-nos para ter a chance de conquistar a CG,”diz Winder.

A campeã polaca de contrarrelógio Anna Plichta, a capitã Trixi Worrack e Abi Van Twisk completam a equipa feminina da Trek-Segafredo, para a corrida inaugural de 2020.

Formação: Lotta Henttala (FIN), Anna Plichta (POL), Abi Van Twisk (GBR), Ruth Winder (EUA), Tayler Wiles (EUA) e Trixi Worrack (GER)

Richie Porte irá liderar a equipa masculina da Trek-Segafredo no Santos Tour Down Under 2020, que é também a corrida de abertura da temporada para os homens. A corrida de seis etapas começa a 20 de janeiro e é precedida pela Schwalbe Classic, um critério de 51 km no centro de Adelaide.

O campeão do mundo Mads Pedersen fará a sua estreia na temporada muito aguardada e terá liberdade tática nas primeiras etapas antes de se focar no objetivo principal da equipa: Um bom resultado de Richie Porte na classificação geral (CG).

O ciclista natural da Tasmânia, que venceu a corrida em 2017, vencendo também a etapa rainha no monte Willunga, ao longo de seis anos consecutivos, contará com o apoio de uma equipa forte. A Trek-Segafredo trás a esta corrida uma mistura de ciclistas experientes que já deram provas em solo australiano, como o novato Kenny Elissonde e estreantes ansiosos para aproveitar a oportunidade de provar a si mesmos as suas capacidades, na primeira corrida WorldTour de 2020.

“É sempre bom começar a temporada em Adelaide. Ser australiano é uma grande motivação para vir e correr junto dos adeptos que normalmente ficam acordadas até depois da meia-noite para assistir às corridas na Europa. É tão bom vir conhecer alguns desses fãs, a vibração em torno desta corrida é doentia e é uma das corridas mais bem organizadas.

“É inigualável e uma ótima corrida para começar quando passámos o período de defeso na Austrália, a treinar. Não mudei muito a minha preparação; tenho treinado na Tasmânia em estradas que conheço bem e isso deu bons resultados no passado. O fato de termos de subir a Paracombe este ano e também Willunga, na última etapa é bom para mim – é o mesmo percurso de 2017, quando venci a corrida.

“Acho que estou em boa forma e teremos uma equipa muito forte. Estou ansioso para começar a corrida e a temporada na Austrália”, disse Porte

Completam a lista de sete ciclistas da Trek-Segafredo: Juan Pedro López e Michel Ries, que farão sua estreia como neoprofissionais, o capitão Koen de Kort e o veloz americano Kiel Reijnen.

“Apontamos para o melhor resultado possível na Classificação Geral. A nossa ambição e objetivo final é lutar pela vitória com Richie Porte, que é o nosso líder e o principal candidato à vitória final. O percurso é mais favorável ao Richie este ano, com duas chegadas em alto, nas etapas 3 e 6. Trazemos uma equipa forte e motivada para dar todo o apoio necessário ao Richie, particularmente nestas etapas chave.”

“Kenny (Elissonde) teve um bom desempenho no passado no Tour Down Under e desempenhará um papel importante. Os neoprofissionais Juan Pedro López e Michel Ries também irão dar um bom apoio no terreno mais montanhoso. Mads (Pedersen) terá liberdade nas chegadas ao sprint das duas primeiras etapas mas estará 100% comprometido com o objetivo da equipa em vencer a classificação geral da corrida.”, disse o Diretor Desportivo, Kim Andersen.

Formação: Mads Pedersen (DEN), Richie Porte (AUS), Kenny Elissonde (FRA), Kiel Reijnen (EUA), Koen de Kort (NED), Michel Ries (LUX), Juan Pedro López (ESP)

22º Santos Tour Down Under (UCI 2.UWT) Mulheres: 16-19 de janeiro. Homens: 21-26 de janeiro.