Taça de Portugal de Juniores | Diogo Barbosa triunfa na consagração de Guilherme Mota

34

Diogo Barbosa (Vito/Feirense/BlackJack) venceu hoje, na Palmeira, Braga, a quinta e última prova da Taça de Portugal de Juniores, que consagrou o campeão nacional de fundo, Guilherme Mota (Alcobaça CC/Crédito Agrícola), como dono do troféu de regularidade.

A corrida de 110 quilómetros, marcada por duas subidas ao Sameiro e por uma chegada exigente à Palmeira, foi palco para os ciclistas menos bem colocados na geral da Taça mostrarem que também têm valor. A marcação entre aqueles que discutiam o troféu abriu portas para o sucesso de outros corredores, que não deixaram cair por terra o ensejo.

Mostrando que filho de ciclista sabe pedalar, Diogo Barbosa, filho de Cândido Barbosa, foi o mais forte de todos, triunfando em solitário e em grande estilo, deixando o segundo classificado, o colega de equipa Henrique Rodrigues, a 1m57s. O terceiro, a 2m04s, foi Guilherme Valverde (Academia Joaquim Agostinho/UDO).

Com o Prémio Peixoto Alves entregue aos corredores que estavam fora da luta pela conquista da Taça de Portugal, o pódio da geral manteve-se com o mesmo ordenamento saído da corrida de véspera, em Sobrado.

Guilherme Mota junta a Taça de Portugal de 2018 ao Campeonato Nacional de Fundo de 2017, demonstrando consistência e regularidade. O corredor do Alcobaça CC/Crédito Agrícola concluiu as cinco corridas da Taça com 197 pontos. O segundo classificado foi Diogo Ribeiro (Sporting/Tavira/Formação Eng. Brito da Mana), com 182. O terceiro, com 170, foi João Macedo (Sicasal/Liberty Seguros/Bombarralense).

O Sporting/Tavira/Formação Eng. Brito da Mana conquistou a Taça de Portugal de Juniores por equipas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome