Queda retira Hugo Nunes dos lugares cimeiros na prova internacional Ronde de l’Isard

27

Hugo Nunes e Jorge Magalhães, os dois ciclistas da equipa Continental UCI Miranda-Mortágua, que estiveram ao serviço da Seleção Nacional para disputar a Ronde de l’Isard, em França, concluíram ontem em bom plano a quarta e última etapa daquela que é reconhecida como uma das mais importantes provas internacionais de Sub-23.

Entre 17 e 20 de maio, as quatro etapas ficaram marcadas pela dureza do terreno, alta velocidade e ritmo muito vivo, além das condições meteorológicas que se fizeram sentir em especial este domingo.

E foi precisamente a chuva e o mau tempo da última etapa que fizeram com que Hugo Nunes sofresse uma queda, que o retirou dos lugares cimeiros. O ciclista da Miranda-Mortágua, que chegou a ocupar a 16ª posição da Classificação Geral, onde na terceira etapa foi o primeiro dos três portugueses a cortar a linha de meta no grupo principal, acabaria por terminar ontem a corrida no 25.º lugar.

“Estou muito contente com a minha prestação ao serviço da Seleção Nacional. Dei o meu melhor para fazer um bom resultado e ajudar o coletivo. Apesar de uma infelicidade na última etapa, que condicionou um bom resultado nesta corrida, levo na minha bagagem mais motivação e experiência a nível internacional”, disse Hugo Nunes.

Já Jorge Magalhães, que se estreou nesta prova, fechou a competição na 55.ª posição da Classificação Geral. Um furo e mais algumas condicionantes impediram-no de ter um melhor desempenho. Para o ciclista, para quem grande parte dos trajetos não eram condizentes com as suas características “foi uma prestação positiva, dado o tipo de percurso que esta prova apresentava. Dei sempre o meu melhor em todas as etapas, para que tudo corresse como estava estipulado e levo daqui uma bela experiência que certamente me irá ajudar muito num futuro próximo”.

Também o selecionador nacional, José Poeira, em declarações à Federação Portuguesa de Ciclismo, referiu que o dia de ontem “foi muito difícil. Esteve um temporal tremendo. As subidas eram difíceis, mas as descidas não eram menos, em estrada estreita, molhada e inclinada. Lamento o azar do Hugo Nunes, que estava a fazer uma corrida muito boa. Caiu na primeira descida, fez um grande trabalho para reentrar no grupo dos melhores, mas pagou o esforço, descolando perto do topo da segunda montanha”.

Este infortúnio acabou por ser determinante para que a Equipa Portugal baixasse do terceiro ao quinto lugar por equipas, ainda assim uma posição destacada, tendo em conta que participaram 25 formações.

CLASSIFICAÇÃO GERAL INDIVIDUAL:
1.º Stephen Williams (SEG Racing Academy), 14h49m32s
2.º Aurélien Paret-Peintre (Chambéry Cyclisme Formation), a 20s
3.º Julian Mertens (Lotto Soudal U23), a 23s
5.º João Almeida (Equipa Portugal), a 46s
25.º Hugo Nunes (Equipa Portugal), a 12m02s
31.º André Carvalho (Equipa Portugal), a 14m52s
55.º Jorge Magalhães (Equipa Portugal), a 34m11s
58.º Venceslau Fernandes (Equipa Portugal), a 36m42s
70.º André Ramalho (Equipa Portugal), a 45m46s

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome