Luvas GripGrab Raptor

57

A GripGrab, é uma marca Dinamarquesa, que torna a prática do ciclismo mais agradável, qualquer que seja o tipo de clima: frio, chuva ou vento, criando acessórios de grande qualidade que fazem a diferença entre o quente demais ou frio demais, molhado ou seco, aerodinâmico ou largo, ser ou não ser visto.

E foi de dentro da gama de inverno, que nos chegou às mãos um par de luvas GripGrab Raptor.

Assim que pegamos nas GripGrab Raptor, salta-nos à vista o design apelativo e uma leveza incomum para umas luvas que foram concebidas para nos proteger das intempéries.

Observando mais em pormenor, podemos ver um reforço na costura, no local por onde usualmente puxamos para as vestir, uma zona junto aos polegares, nas costas da mão, com um tecido mais absorvente, para nos secar aquela gota de suor que ameaça entrar-nos para a vista, o logotipo refletor da GripGrab e toda a parte da palma e dedos com aplicações em silicone para uma melhor aderência ao guiador e que possibilita o manejo do nosso smartphone.

No entanto, é no interior das GripGrab Raptor que se encontra a inovação destas luvas que lhes valeu uma vitória de um prémio na Eurobike 2016, o InsideGrip. Todo o seu interior tem também aplicações em silicone, o que faz com que a expressão “assentar como uma luva” seja levado à letra.

De inicio temia-se que uma vez que não existia algo que segurasse a luva à não, como o usual velcro no pulso, as luvas escorregassem nas mãos, mas com esta inovação, é exatamente o contrário. As luvas GripGrab Raptor assentam nas mãos como uma segunda pele, não saem do sitio e transmitem uma sensação de contacto com o guiador fenomenal. Nem nos lembramos que usávamos luvas , não fosse o frio.

Este foi outro ponto que surpreendeu. Apesar da leveza e baixa espessura, protegem muito bem das baixas temperaturas e vento. Foram testadas numa saída  inicialmente com 3° e apesar de se sentir algum frio, não era nada em demasia como acontece com outras luvas, bem mais pesadas e grossas, mas que no entanto nas mesmas condições gelam os dedos ao ponto de doer.

Uma vez que são aconselhadas para um patamar dos 5° aos 15°, portaram-se muito bem nos 3°.

Não choveu durante a volta, mas a água do dia anterior e o orvalho presente na vegetação não chegaram às mãos, mantendo-as secas.

De referir ainda que as GripGrab Raptor foram as vencedoras do prémio ISPO 2017/2018, que visa galardoar os produtos desportivos mais excecionais.

Para mais informações sobre as luvas GripGrab Raptor, visitem: gripgrab.com.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome