O ciclista austríaco Georg Preidler foi despedido com “efeito imediato” pela Groupama-FDJ, horas depois de ter confessado que recorreu duas vezes a doping, no âmbito do caso ‘Seefeld’, anunciou hoje a equipa francesa.

Georg Preidler, de 28 anos, declarou à polícia austríaca, responsável pela investigação do caso, que retirou sangue duas vezes no final de 2018, ano em que já representava a Groupama-FDJ.

Na semana passada, as autoridades austríacas detiveram nove pessoas em Seefeld, na Áustria, por suspeitas de participarem numa rede internacional de doping.

A operação, conduzida pelas autoridades austríacas e alemães, originou 16 buscas domiciliárias, que resultaram na detenção de dois atletas austríacos, dois estónios e um cazaque, para além de outras pessoas que, alegadamente, faziam parte de uma organização sediada na cidade germânica de Erfurt.

“Este grupo criminoso é fortemente suspeito de ter dopado atletas de topo durante anos, para aumentar o seu desempenho em competições nacionais e internacionais, ganhando assim receitas ilegais”, explicou a polícia austríaca.

Deixar uma resposta