A Federação Portuguesa de Ciclismo revelou hoje que vai iniciar um diálogo com as associações regionais e as equipas profissionais para a retoma da modalidade, contando em junho já realizar duas provas piloto.

“Estamos avançar com o processo da retoma e já fizemos uma proposta ao Governo nesse sentido. Vamos, brevemente, reunir com as associações e equipas para planear as atividades. Queremos já em junho ensaiar o regresso com dois eventos”, explicou Delmino Pereira.

O dirigente revelou ainda que está a ser preparado um grupo de trabalho para articular os moldes da realização da Volta a Portugal em Bicicleta, que se mantém agendada para 29 de julho e 8 de agosto.

“A Volta a Portugal será alvo de um tratamento especial, dada sua dimensão, e acreditamos que terá o apoio do Estado. Vamos preparar um grupo de trabalho para delinear todas as condições. Não quero criar euforias, mas temos um bom projeto”, disse Delmino Pereira.

Ainda assim, o líder da Federação de Ciclismo ressalvou que aguarda “as diretrizes do IPDJ [Instituto Português do Desporto e da Juventude] e da DGS [Direção-Geral da Saúde] para que toda a operacionalidade da retoma da atividade seja feita em conjunto”.

“É fundamental manter o rigor pelas regras de saúde. Com isso, estamos todos a defender a nossa modalidade e a retoma, é isso que peço a nossa comunidade, que tão bom exemplo deu nos últimos meses”, acrescentou Delmino Pereira.

O líder federativo recomendou a todos os ciclistas, profissionais e amadores, que continuem a “treinar de forma individual, com o máximo cuidado e evitando zonas de risco ou com muitas pessoas”, e lembrou que a bicicleta continua “um excelente meio de transporte nestes tempos“.

“O ciclismo tem de continuar a dar um bom exemplo à sociedade, tanto na vertente competitiva com recreativa. A bicicleta pode ser uma excelente alternativa para quem tiver de trabalhar, evitando a exposição, por exemplo nos transportes coletivos”, vincou Delmino Pereira.

O Governo definiu hoje, no plano de desconfinamento da pandemia de covid-19, permitindo desportos individuais ao ar livre.