Eurosport soma números recorde de audiência na Europa com cobertura sem rival das Três Grandes Voltas de ciclismo

57

O Eurosport é definitivamente a Casa do Ciclismo depois das audiências recorde registadas em 2017, na Europa. Durante a cobertura, sem rival, realizada durante as Três Grandes Voltas – Giro d’Italia, Tour de France e Vuelta a España – o Eurosport registou uma subida de 26% de audiência, durante os diretos, em comparação com 2016.

Durante a edição de 2017 da Vuelta, o Eurosport garantiu uma média de 1.3 milhões de telespetadores, em direto, o que representa uma subida de 46% em comparação com o ano anterior. A audiência média do Eurosport ao longo de toda a cobertura da Vuelta (direto e em diferido) atingiu 1.1 milhões de telespetadores, uma subida de 81% comparativamente com 2016.

Uma média de 785.000 telespetadores assistiram às 21 etapas emitidas pelo Eurosport do Tour de France, em julho passado, o que representa uma subida de 10% em relação a 2016. A inovadora abordagem multiplataformas Eurosport do maior evento ciclístico da temporada – com a emissão de todos os minutos da corrida, do principio ao fim – valeu a nomeação para os prémios TV Sports Awards 2017, na categoria de “Best Live Event Coverage”.

Em maio passado, uma média de 1.3 milhões de telespetadores acompanharam a cobertura, em direto, do Eurosport do Giro d’Italia, o que representa uma subida de 21% quando comparado com os números de 2016. Durante a 21.ª e última etapa, cerca de 4.8 milhões de telespetadores assistiram ao triunfo de Tom Dumoulin que lhe valeu a conquista da “maglia rosa”.

Durante a competição, os fãs de ciclismo tiveram à sua disposição uma série de informação sobre os ciclistas, em tempo real, (dados biométricos, altitude, potência, cadência, ritmo cardíaco e localização) através de uma aplicação para telemóveis, graças à parceria entre o Eurosport e a CA Tecnologies.

Peter Hutton, CEO do Eurosport: “Foi um ano fantástico para o ciclismo no Eurosport e o investimento na produção local e em informação extra continua a dar os seus frutos. Os nossos números são ainda mais impressionantes considerando que transmitimos mais 40% de horas em direto do Giro d’Italia e mais 28% de horas do Tour de France, o que basicamente significa que temos fãs a verem as provas durante mais tempo.”

“Superámos a barreira de inovação em 2017 com a primeira emissão em direto em Realidade Virtual 360 da corrida La Route du Sud, em junho, e acreditamos que existe espaço para mais. Continuamos a apostar nos especialistas locais para os grandes eventos, para que revelem e expliquem as principais histórias do dia ao público local. Simultaneamente queremos ir mais além e, através da informação e dados, poder explicar melhor o desporto em todas as plataformas, nesta que é a Casa do Ciclismo.”

Em 2017, o Eurosport emitiu mais de 200 dias de ciclismo, em direto. Representa mais de 2500 horas de cobertura em todos os seus canais. As emissões incluem, para além das Três Grandes Voltas, os Cinco Monumentos. Este ano, o Eurosport anunciou a extensão dos direitos de transmissão do Giro d’Italia até 2020 e do Tour de France até 2023, em exclusivo e pela primeira vez, para 38 mercados.

O Eurosport anunciou ainda recentemente o acordo com a UCI válido por quatro anos e que prevê a transmissão dos principais Campeonatos do Mundo, em exclusivo, para 36 países e territórios na Europa, de várias disciplinas, incluindo os Mundiais de Ciclismo de Estrada, os Mundiais de Ciclismo de Pista e os Mundiais de Ciclo-cross.

Para além da cobertura televisiva do Eurosport, este verão o canal desafiou os fãs do ciclismo a participarem nos eventos Home Cycling Series. Ao longo de três meses, perto de 415.000 fãs da modalidade, com diferentes graus de experiência, participaram em três desafios diferentes. A campanha chegou a um total de 34 milhões de pessoas contabilizando televisão, digital e media.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome