Portugal soma e segue no Campeonato da Europa de Paraciclismo, na Áustria. Telmo Pinão conseguiu hoje a medalha de prata no contrarrelógio de classe C2, enquanto Bernardo Vieira foi o terceiro classificado em C1, um dia depois do segundo lugar de Luís Costa no contrarrelógio da classe H5.

Bernardo Vieira E Telmo Pinão Medalhados No Europeu De ParaciclismoO mais experiente dos dois paraciclistas portugueses hoje em prova, Telmo Pinão, enfrentou os 12,5 quilómetros do exercício individual como sério candidato ao pódio. O corredor nacional não desiludiu e completou a prova em 20m00s. O desempenho de Telmo Pinão foi apenas batido pelo tempo-canhão do checo Ivo Koblasa, 1m31s mais veloz do que o português. O suíço Roger Bolliger fechou o pódio da classe C2, a 1m36s do vencedor.

PUB

Telmo Pinão é um dos pioneiros do paraciclismo em Portugal, pelo que a medalha tem um significado especial. “É um prémio pelo meu esforço ao longo dos anos, sobretudo em 2021, talvez o ano em que mais abdiquei de estar com a família e com os amigos para evoluir na modalidade. Os meus desempenhos são hoje muito melhores do que no passado e os resultados estão à vista. Na prova de fundo voltarei a lutar pelo pódio, só não sei ainda por que lugar”, brinca Telmo Pinão.

Bernardo Vieira E Telmo Pinão Medalhados No Europeu De ParaciclismoBernardo Vieira competiu em C1, não alinhando com o mesmo grau de favoritismo de Telmo Pinão, pois ainda não tem a mesma experiência internacional. Mas o representante de Portugal manteve a toada nacional de sucesso e conseguiu a medalha de bronze, graças ao registo de 21m17s, mais 1m59s do que o alemão Michael Teuber, vencedor da classe. O segundo, a 14 segundos, foi outro germânico, Pierre Senska.

“Quando fazemos bem o nosso trabalho, os resultados aparecem. Foi o que aconteceu. Trabalhei bem na preparação e apliquei-me a fundo na prova, apesar de o contrarrelógio não ser o meu forte. A medalha premeia o meu esforço”, afirma Bernardo Vieira.

Os resultados não apanharam desprevenido o selecionador nacional de paraciclismo, José Marques. “Não fiquei surpreendido com as medalhas que já conquistámos neste Campeonato da Europa, porque sei a condição física dos nossos atletas e conheço a valia dos adversários aqui presentes. A presença nesta competição, tão perto do Campeonato do Mundo, foi uma aposta ganha. Acredito que ainda poderemos conseguir mais medalhas até domingo”, avalia o técnico.

As provas de fundo decorrem sábado e domingo. No sábado Bernardo Vieira e Telmo Pinão vão completar 44,8 quilómetros, nas corridas C1 e C2, que se iniciam às 12h30.

Deixar uma resposta