A equipa Velo Clube do Centro, conhecida como Miranda-Mortágua tem o seu plantel concluído para a época de 2020.

A equipa irá manter irá grande parte da estrutura da época passada, apresentando alguns reforços que, sem dúvida tornarão a equipa mais forte. Assim, renovaram os ciclistas:

Artur Chaves

Miranda Mortágua 2020Foi a primeira renovação anunciada pela equipa para 2020.

É natural de Chaves, tendo conquistado o título de Campeão Nacional de Cadetes em 2015.

Ciclista de 20 anos, está na equipa há duas épocas e cumprirá em 2020 o seu 3º ano como Sub-23.

Pedro Pinto

Miranda Mortágua 2020Ciclista natural de Marco de Canaveses, cumpre na próxima temporada o seu segundo ano no escalão Sub23. Conta já com provas importantes no seu palmarés, como o GP Beiras e Serra da Estrela (2.1), Clássica da Arrábida (1.2) e Volta ao Alentejo (2.2). Como resultado de maior destaque, há a assinalar o 10º lugar na 2ª Etapa da Volta a Portugal do Futuro.

Pedro Pinto tem 19 anos e é o ciclista mais novo da equipa.

Leangel Linarez

Leangel, natural de Barinas, Venezuela tem 22 anos e na próxima temporada fará a sua estreia no escalão Elite.

Sprinter por excelência, é onde se destaca e apesar da sua tenra idade, conta já com um vasto palmarés. Na temporada de 2019, Leangel Linarez deu nas vistas em Portugal e venceu a 2ª etapa do Grande Prémio Jornal de Notícias ao sprint e terminou em 2º uma outra etapa.

Venceu também em Espanha, o Campeonato de Madrid, GP Macario, GP Tetuan e a Clássica de Villasana de Mena.

Gaspar Gonçalves

Com 24 anos e natural de Lamego, desde os seus primeiros passos no ciclismo que Gaspar Gonçalves faz parte da equipa.

Em 2019, Gaspar Gonçalves esteve em evidência na Volta a Portugal, onde andou em diversas etapas na luta pela Camisola da Montanha e onde a combatividade foi a palavra de ordem.

Daniel Freitas

Ciclista de 28 anos, natural de Vila Nova de Gaia, fez o seu regresso à equipa de Mortágua na época passada, com o intuito de voltar a ser um corredor ganhador e competitivo em todo o tipo de provas.

Em 2019 Daniel Freitas subiu ao pódio, envergando camisolas de Classificações secundárias mas também através da disputa das provas, estando constantemente nos lugares cimeiros. Foi na Volta a Portugal que também se evidenciou, prova na qual não participava à alguns anos mas onde demonstrou este ano que estava à altura dos acontecimentos, obtendo um 5º lugar em etapa e presença constante nos lugares cimeiros.

Hugo Sancho

Com 37 anos e natural de Mortágua, foi precisamente neste clube onde iniciou o seu percurso como ciclista, em 2003.

Em 2019 regressou à equipa, cumprindo a sua 10ª participação na prova rainha do calendário português, a Volta a Portugal. Hugo Sancho esteve em grande destaque ao ser o 2º classificado na 7ª Etapa no Alto do Larouco e um espírito bastante combativo fizeram com que terminasse na 11ª posição da Classificação Geral, igualando desta forma o seu melhor registo em 2017, e fosse distinguido com o Prémio Combatividade no final dos 11 dias de competição.

Em 2020, a equipa reforça-se com os ciclistas:

Ash Coning

Ash Coning, britânico de 19 anos de idade foi o primeiro reforço a ser anunciado pela equipa Miranda-Mortágua para a Temporada 2020.

Em Agosto de 2018 veio para Portugal e na presente temporada representou a equipa do Crédito Agrícola/Jorbi/Almodôvar, onde cumpriu o seu primeiro ano na categoria de Sub23.

João Barbosa

Com 21 anos, natural de Penafiel, João Barbosa, correu na época passada na equipa continental Vito-Feirense-PNB e esta época irá fazer a sua estreia no escalão de Elite.

Na época de 2019 João esteve sempre em destaque nas Classificações da Juventude, ocupando sempre os lugares cimeiros. De salientar a 3ª posição na Classificação da Juventude do GP Beiras e Serra da Estrela (2.1) e a 6ª posição na Classificação da Juventude da Volta a Portugal (2.1), neste que foi o ano da sua estreia na prova rainha do ciclismo português.

Ángel Sánchez

Ángel Sánchez, ciclista espanhol de 26 anos é o 3º reforço da equipa a ser anunciado pela equipa para 2020!

Natural de Cambados, Pontevedra, Ángel Sanchez ou Ángel Rebollido, como é tipicamente conhecido no pelotão português realizou os seus primeiros 3 anos de Sub23 em equipas espanholas, nomeadamente Spol Caixanova, Opel Ibaigane e C.C Padrones.

Ciclista muito possante, alcançou todas as suas vitórias em solitário ou em grupos muito reduzidos e tem nos últimos anos assumido um trabalho de equipier.

Joaquim Silva

Joaquim Silva é o décimo e último ciclista a ser apresentado pela Miranda-Mortágua para a Temporada 2020. Natural de Cabeça Santa, Penafiel regressa ao Velo Clube do Centro, estrutura que representou entre os anos de 2011 e 2014.

Com as cores da equipa de Mortágua, foi Campeão Nacional de fundo Sub23, 2º classificado na Geral da Volta a Portugal do Futuro. No seu rico palmarés acrescenta-se o 8º lugar na Classificação Geral do Tour de l’Avenir, 3º melhor resultado de sempre, apenas superado por Rui Costa em 2008 e João Almeida em 2018.

Atualmente com 27 anos, Joaquim Silva apresenta já um vasto palmarés e irá ser na Temporada 2020 um dos principais líderes da equipa.

Com uma equipa equilibrada, misturando juventude e experiência, vamos seguramente ouvir falar muito na Miranda-Mortágua em 2020.

Deixar uma resposta