José Neves (W52-FC Porto) é o novo campeão nacional de fundo, depois de impor-se em solitário na corrida de 192,2 quilómetros, disputada, hoje, em Castelo Branco.

José Neves Campeão Nacional De Fundo 2021
Photo © João Fonseca

O ciclista que, nesta época, regressou à estrutura portista foi um dos elementos mais ativos na estratégia ofensiva da W52-FC Porto. Partindo com mais corredores do que os adversários, por ter um plantel maior, os comandados de Nuno Ribeiro atacaram, com vários corredores, desde o quilómetro inicial.

PUB

As restantes formações, e mesmo os corredores emigrantes que competiram sem equipa, não se fizeram rogados e a situação de corrida foi mudando constantemente, com muitos ciclistas a passarem pela cabeça de corrida em momentos distintos.

José Neves Campeão Nacional De Fundo 2021
Photo © João Fonseca

Ao quilómetro 70, ainda na volta por fora da cidade de Castelo Branco, José Neves saiu do pelotão integrado num grupo de oito corredores. A entrada no circuito urbano de 21,6 quilómetros, que seria percorrido cinco vezes, permitiu a formação de uma cabeça de corrida com 16 corredores. Foi entre estes homens que a corrida viria a decidir-se.

José Neves Campeão Nacional De Fundo 2021
Photo © João Fonseca

A W52-FC Porto tinha quatro homens no grupo mais adiantado. Cabia-lhe a responsabilidade de jogar as peças no tabuleiro da estratégia. Os portistas acertaram à primeira. José Neves atacou a mais de 30 quilómetros da chegada, foi ganhando terreno e nunca mais os adversários lhe puseram a vista em cima até à cerimónia do pódio.

José Neves terminou a prova com 4h38m18s (média de 41,437 km/h). Rui Oliveira e Gaspar Gonçalves adiantaram-se na luta pelo segundo lugar, chegando ambos a 47 segundos do vencedor, com o homem da UAE Team Emirates à frente do representante da Tavfer-Measindot-Mortágua.

“Vencer os Campeonatos Nacionais é uma enorme sensação de orgulho e dever cumprido. Durante a corrida tentámos estar sempre na frente e, a certa altura, percebi que os adversários estavam em dificuldade e tentei a minha sorte. Arranquei a uma volta do fim e consegui fazer uma diferença de tempo suficiente para chegar à vitória. Já tinha sido campeão nacional duas vezes em sub-23 e espero vir a conquistar mais títulos de campeão nacional no futuro. Para já, estou muito orgulhoso de poder vestir esta camisola durante um ano”, regozijou-se José Neves.

Deixar uma resposta