O português Andrew Henriques (BTT Loulé/Elevis) e a estoniana Greete Steinburg (Spordiklubi Rakke) venceram hoje, em Motágua, a segunda prova da Taça de Portugal de Maratona BTT (XCM), na categoria de elite.

Os corredores de elite masculina proporcionaram um duelo aceso, que terminou apenas com 2 segundos a separar o mais forte de todos, Andrew Henriques, do segundo classificado, David Vaz.

O terceiro, a 2m34s, foi Renato Ferreira (Vasconha BTT Vouzela). O segundo posto foi suficiente para David Vaz manter o comando da Taça de Portugal.

As estonianas dominaram a corrida feminina, embora Greete Steinburg demonstrasse uma superioridade sem qualquer contestação.

A vencedora teve de esperar 18m28s pela chegada da compatriota Maaris Meier (Maiatos), segunda classificada. A terceira, a 33m28s, foi Ângela Gonçalves (BTT Seia).

Flávia Lopes (Vasconha BTT Vouzela), quarta em Mortágua, continua no topo da geral.

Os melhores masters 30 foram André Filipe (CPR A-do-Barbas/AKIplast/PVS) e Nádia Mendes (Transfor), José Pacheco (SPAC BTT) venceu em masters 35, Nuno Inácio (Trilho Perdido Eventos Cycling Team) e Filomena Paulo (Róódinhas/Santos Silva) impuseram-se em masters 40.

Os restantes vencedores foram o master 45 João Gomes (BTT Gardunha/Fundão/Create), o master 50 José Rosa (Ser e Parecer Pro Bike Team), o master 55 Fernando Gonçalves (CTM Vila Pouca/CEPSA/Casa Lima Chaves) e o master 60 Manuel Pinto (Saertex Portugal/Edaetech).

Os paraciclistas Hélder Maximino (360º Bike Trail/Mundimat/CCA Paio Pires) e Tiago Craveiro foram os únicos participantes nas classes C e D, respetivamente.

Estremoz recebe, no dia 19 de maio, a terceira etapa da Taça de Portugal de XCM.

Deixar uma resposta