Uma fuga com 25 ciclistas, uma subida de primeira categoria e muitos ataques entre os favoritos animaram consideravelmente a 12.ª etapa do Giro d’Italia, em que a camisola rosa continuou na UAE Emirates, mas com novo dono.

Jan Polanc, um dos fugitivos que mais resistiu até Pinerolo, recebe o símbolo de líder da prova de Valerio Conti, que se atrasou bastante e saiu mesmo do ‘top 10’, após o primeiro ‘cheiro’ de alta montanha na Volta a Itália.

A ligação Cuneo-Pinerelo, 158 quilómetros, não era especialmente longa, mas tinha, a cerca de 30 de meta, a subida de Montoso, longa de nove quilómetros e com rampas de 9,5% de média.

Jan Polanc à camisola rosa do Giro d'ItaliaBem antes disso, e a começar logo que se saiu da zona de Cuneo, foi-se formando um grupo de fugitivos, que com a complacência de todos chegou aos 25 integrantes e quase 16 minutos de avanço.

Jan Polanc à camisola rosa do Giro d'ItaliaFoi da seleção natural dessa pequena ‘multidão’ que sairia o vencedor, o italiano Cesare Benedetti, da Bora-Hashgroeve, que aos 31 anos consegue por fim uma vitória como profissional.

Jan Polanc à camisola rosa do Giro d'ItaliaTerminou em 3:41.49 horas, à frente do seu compatriota Damiano Caruso (Bahrain-Merida) e do irlandês Edward Dunbar (Ineos).

O esloveno Polanc cortou a meta em sexto, a 25 segundos de Benedetti. Era o mais bem classificado no grupo em fuga, pelo que assume a camisola rosa, com 4.07 minutos de avanço sobre o seu compatriota Primoz Roglic (Jumbo-Visma), principal candidato à vitória final.

Jan Polanc à camisola rosa do Giro d'ItaliaA partir do Montoso, e nas descidas que se seguiram, Roglic reagiu com classe ao ataque dos seus mais fortes adversários – Mikel Landa (Movistar) e Miguel Angel Lopez (Astana) foram os mais ‘agressivos’ nesta tirada e recuperam-lhe meio minuto, mas o seu atraso global já é sensível.

Jan Polanc à camisola rosa do Giro d'ItaliaCom efeito, Roglic tem mais de quatro minutos sobre Lopez e Landa. A menos de dois minutos, só Vicenzo Nibali (Bahrain-Merida), enquanto que Simon Yates (Mitchelson) está a quase quatro.

Amaro Antunes CCCAmaro Antunes (CCC) iniciou a etapa como sétimo da geral, mas acabou por ser passado por vários dos fugitivos do dia e caiu para 14.º, a 7.56 de Polanc. Na etapa, foi 49.º, a 10.37 de Benedetti.

Jan Polanc à camisola rosa do Giro d'ItaliaNa sexta-feira, os 188 quilómetros de Pinerolo a Ceresole Reale (Lago Serrù) podem trazer consideráveis alterações na classificação: o dia é para trepadores, que poderão brilhar no Colle de Lys, no Pian del Lupo e sobretudo no final, já que a tirada acaba com uma escalada de perto de 20 quilómetros.

Deixar uma resposta