O UAE Tour 2020 foi cancelada momentos depois do Coronavírus ter sido detectado em dois assistentes de staff italianos, de acordo com a organização, todos os restantes participantes serão examinados antes de poderem viajar de volta para os seus países.

O mesmo tratamento será aplicado a qualquer funcionário da UAE Tour que tenha estado em contacto directo com os dois participantes infectados. De acordo com o site da UAE Tour, cerca de 130 ciclistas estavam registados na prova, que é organizada desde o ano passado.

Os dois italianos foram colocados em quarentena, tratam-se de dois assistentes que faziam parte de uma equipa, Adam Yates foi declarado vencedor da prova a 2 etapas do fim.

O coronavírus ainda é uma raridade em países do Médio Oriente, mas tem afectado imenso as recentes competições desportivas internacionais que passaram pela região; dias antes da UAE Tour 2020 ter sido cancelada, os também italianos Edoardo Molinari e Lorenzo Gagli causaram o pânico num torneio de golfe no Omã. A competição foi mesmo cancelada, mas as análises médicas acabaram por não confirmar a presença do vírus.

O mundo do ciclismo profissional reagiu rapidamente à notícia, com o conceituado ciclista britânico Chris Froome a publicar uma mensagem no Twitter em que lamentava o cancelamento da competição, mas se mostrava a favor de todas as medidas que favorecessem a saúde pública.

Chris Froome encontrava-se na UAE Tour 2020 em representação da equipa do Reino Unido e foi, tal como os restantes participantes, foram submetido a análises clínicas e a um período de quarentena. O Departamento de Saúde de Abu Dhabi já confirmou que as análises realizadas deram negativo.

Ciclistas portugueses ficaram no Algarve

Os atletas da UAE Team Emirates Rui Costa, Rui Oliveira, e Ivo Oliveira não se encontravam, na competição realizada nos Emirados Árabes Unidos.

Dois dos ciclistas ficaram em Portugal para participar na Volta ao Algarve 2020, enquanto que um terceiro (Rui Oliveira) não viajou por se encontrar lesionado. Da equipa da UAE Team Emirates fazem ainda parte os portugueses Hilário Coelho e Bruno Lima. O primeiro é o mecânico da equipa, e o segundo massagista, e ambos ficaram de fora do UAE Tour 2020.

O risco de contágio do coronavírus em Portugal, pelo menos no que ao UAE Tour 2020 diz respeito, é nesse sentido considerado muito baixo.

Sobem para 19 os casos de coronavírus detectados nos Emirados Árabes Unidos

A UAE Tour realiza-se desde 2019 nos Emirados Árabes Unidos e foi fundada após a fusão das duas maiores voltas de ciclismo que passavam pelo país: a Tour de Abu Dhabi e a Tour do Dubai. É a maior competição de ciclismo do país, que é maioritariamente conhecido pelas maravilhas arquitectónicas da sua capital, como o Burj Al Khalifa, os grandes cruzeiros com casino ou o Burj Al Arab.

Com a notícia dos dois italianos infectados com coronavírus, subiram para 19 os casos da doença detectados nos Emirados Árabes Unidos. O país é lar e ponto de passagem para vários portugueses, mas não existe até ao momento qualquer registo de portugueses infectados pela doença.

Até ao momento, o coronavírus encontra-se maioritariamente localizado na China e na Coreia do Sul, mas a Itália é o terceiro país do mundo que contabiliza mais infectados. Muito perto de ser oficialmente considerada uma pandemia, a doença do coronavírus tem preocupado imenso as autoridades de saúde mundial e tem ameaçado de forma acutilante o mundo do desporto.

As grandes competições internacionais, que reúnem atletas vindos de inúmeros países, são vistas como situações de alto risco no que ao contágio do coronavírus diz respeito.

Desporto mundial sofre com o coronavírus

Não é apenas no ciclismo ou no golfe, e está longe de acontecer apenas nos Emirados Árabes Unidos. O mundo do desporto tem sido muito afectado pela disseminação do coronavírus e é possível que alguns dos maiores eventos desportivos do ano sejam cancelados.

Com os Jogos Olímpicos de Tóquio aí à porta e com o Japão no epicentro geográfico do vírus, os fãs do desporto temem o adiamento – ou mesmo cancelamento – da histórica prova. Para já, continuam a realizar-se muitos dos campeonatos mundiais que vão ditar quem serão os atletas qualificados para os Jogos Olímpicos.

O Europeu de futebol, que contará com a equipa de Portugal como participante, também pode vir a ser cancelado devido ao coronavírus. A forte presença da doença em Itália tem vindo a provar de que a epidemia pode facilmente alastrar-se pela Europa, um continente que deve vir a ser marcado por cada vez mais severas medidas de prevenção junto das fronteiras.

Apesar do cenário negro, as previsões mais optimistas apontam que o vírus deverá ser controlado ainda antes do Verão, não afectando desse modo as grandes competições desportivas internacionais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome