Maria Martins foi hoje a quarta classificada no concurso olímpico de omnium do Campeonato do Mundo de Pista, em Berlim, Alemanha.

É um resultado de grande relevo desportivo, tratando-se de uma disciplina olímpica e de estarmos em ano olímpico, quando o nível competitivo é sempre mais elevado.

A corredora portuguesa fez um concurso sempre junto das melhores. Foi quarta classificada em scratch, décima na corrida tempo e sexta em eliminação. Maria Martins chegou à corrida por pontos, que tudo decide, em posição de pódio, no terceiro lugar da geral.

Durante os 20 quilómetros da prova decisiva a representante da Equipa Portugal esteve muito ativa, chegando a pedalar em posição adiantada e em condições de subir algumas posições no pódio. Só dentro dos derradeiros 5 quilómetros não conseguiu responder a uma movimentação que viria a atirá-la para fora do pódio.

A japonesa Yumi Kajihara fez um concurso irrepreensível, vencendo, com 121 pontos. Seguiu-se a italiana Letizia Paternoster, com 109, e a polaca Daria Pikulik, com 100. Maria Martins terminou com 92 pontos.

Ivo Oliveira também esteve hoje em pista, na disciplina que lhe deu mais medalhas: perseguição individual. O gaiense completou os 4 quilómetros em 4’10’’829, a melhor marca portuguesa de sempre.

A melhoria de Ivo Oliveira não permitiu melhor do que a oitava posição, uma vez que os tempos têm vindo a cair exponencialmente no panorama internacional. O italiano Filippo Ganna foi o melhor exemplo disso, estabelecendo hoje um novo recorde mundial, 4’01’934, na fase de qualificação, antes de impor-se na final para conquistar a medalha de ouro.

Neste sábado Portugal tem a primeira de duas finais com impacto na qualificação masculina para os Jogos Olímpicos. João Matias terá a missão de apurar Portugal em omnium. O minhoto compete neste concurso entre as 11h15 e as 19h00.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome