O Tour regressou do seu segundo dia de descanso para a última etapa plana antes da abordagem ao ciclo final de montanhas ainda com ‘tréguas’ entre os candidatos ao triunfo final, bem aproveitadas pelo ciclista australiano Caleb Ewan.

© A.S.O./Alex BROADWAY

O ‘sprinter’ da Lotto-Soudal beneficiou da chegada em pelotão na 16.ª etapa, os 177 quilómetros com início e fim em Nîmes, para juntar ao currículo um segundo triunfo na presente edição da Volta a França, que continua a ser comandada pelo francês Julian Alaphilippe (Deceuninck-Quick Step).

A aproximação dos Alpes, para uma série de etapas que devem ser decisivas, determinou o dia mais calmo, mas decididamente a alta temperatura, com os termómetros a passar dos 37 graus centígrados, também ‘desaconselhou’ ataques muito determinados.

Foi uma chegada feita para os terminadores ‘VIP’, como bem se vê pelo ‘top 4’ na meta, com Ewan a superar o italiano Elia Viviani (Deceuninck-Quick Step), o holandês Dylan Groenewegen (Jumbo-Visma) e o eslovaco Peter Sagan (BORA-hansgrohe), este cada vez mais ‘dono’ da camisola verde, símbolo da classificação por pontos.

© A.SO./Pauline BALLET

A única alteração entre os 10 primeiros da classificação geral foi a saída do dinamarquês Jakob Fuglsang (Astana), que desistiu após queda a uma trintena de quilómetros da meta. Atordoado, o vencedor do último Dauphiné foi transportado por uma ambulância da organização.

© A.SO./Pauline BALLET

Fugslang, de 34 anos, era nono, pelo que continuará como melhor no palmarés o seu sétimo lugar final na edição de 2013.

© A.S.O./Alex BROADWAY

No primeiro pelotão entraram Alaphilippe, bem como os seus principais rivais, nomeadamente o galês Geraint Thomas (INEOS), o holandês Steven Kruiswijk (Jumbo-Visma) e o francês Thibaut Pinot (Groupama-FDJ), que o seguem na geral individual.

Thomas também caiu – é já a terceira vez que isso acontece neste Tour -, mas conseguiu reentrar no primeiro pelotão e continua na primeira linha, a defender o triunfo da edição de há um ano.

Quanto aos portugueses, foi mais uma jornada sem destaque. Nenhum dos três conseguiu sequer entrar no primeiro grupo, composto por 48 unidades.

© A.SO./Pauline BALLET

Nelson Oliveira (Movistar) foi 59.º (a 38 segundos), José Gonçalves (Katusha) 100.º (a 2.00 minutos) e Rui Costa (UAE Emirates) 143.º (a 5.22). Na geral Costa é 58.º (a 1:25.44), Oliveira 92.º (a 2:00.55) e Gonçalves 125.º (a 2:33.50).

Classificações da 106.ª Volta a França, após a 16.ª etapa, com partida e chegada a Nîmes, na distância de 177 quilómetros:

Classificação da etapa:

1. Caleb Ewan, Aus (Lotto), 3:57.08 horas
2. Elia Viviani, Ita (Deceunick-Quickstep), m.t.
3. Dylan Groenewegen, Hol (Jumbo-Visma), m.t.
4. Peter Sagan, Svq (Bora hansgrohe), m.t
5. Niccoló Bonifazio, Ita (Direct Energie) , m.t.
6. Michal Matthews, Aus (Sunweb), m.t.
7. Matteo Trentin, Ita (Mitchelson Scott), m.t.
8. Jasper Stuyven, Hol (Trek-Segafredo), m.t.
9. Alexander Kristoff, Din (UAE Emirates), m.t.
10. Andrea Pasqualon, Ita (Wanty), m.t.
(…)
59. Nelson Oliveira, Por (Movistar), a 38 segundos
100. José Gonçalves, Por (Katusha-Alpecin), a 2.00
143. Rui Costa, Por (UAE Emirates), a 5.43.

Classificação geral individual:

1. Julian Alaphilippe, Fra (Deceuninck-Quick Step), 61:00.22 horas.
2. Geraint Thomas, GB (INEOS), a 1.35 minutos
3. Steven Kruiswijk, Hol (Jumbo-Visma), a 1.47.
4. Thibaut Pinot, Fra (Groupama-FDJ), 1.50.
5. Egan Bernal, Col (INEOS), a 2.02.
6. Emmanuel Buchmann, Ale (BORA-hansgrohe), a 2.14.
7. Mikel Landa, Esp (Movistar), a 4.54.
8. Alejandro Valverde, Esp (Movistar), a 5.00.
9. Rigoberto Urán, Col (Education First), a 5.33.
10. Richie Porte, Aus (Trek Segafredo), a 6.30.
(…)
58. Rui Costa, Por (UAE Emirates), a 1:25.44 horas.
92. Nelson Oliveira, Por (Movistar), a 2:00.55.
125. José Gonçalves, Por (Katusha-Alpecin), a 2:33.50.

© A.S.O./Alex BROADWAY

Na quarta-feira, o pelotão da ‘Grande Boucle’ vai percorrer os 200 quilómetros da 17.ª etapa, entre Pont du Gard e Gap, numa tirada com duas contagens do prémio de montanha, uma de quarta e uma de terceira categoria, esta a menos de 10 quilómetros da meta.

Deixar uma resposta