Anadia investe 200 mil euros em pista de ciclismo de XCO

232

A Câmara de Anadia e a Federação Portuguesa de Ciclismo assinam hoje um acordo de colaboração destinado à construção, na Curia, de uma pista XCO, variante olímpica de BTT, um investimento de 200 mil euros.

A nova pista de ‘cross country’ para ciclistas funcionará como extensão do CAR – Centro de Alto Rendimento de Anadia – Velódromo Nacional, e será construída nas antigas instalações do Parque de Campismo da Curia.

“O projeto da pista de XCO foi elaborado de acordo com os regulamentos da UCI e demais normativas internas da Federação Portuguesa de Ciclismo, e tanto a localização como o traçado obtiveram parecer prévio favorável do Instituto do Desporto de Portugal”, avança a autarquia presidida pela independente Teresa Cardoso.

A Câmara assegura que, “depois de concluída, esta infraestrutura reunirá todas as condições necessárias para acolher grandes competições internacionais, assim como estágios de diferentes equipas e seleções”.

A estrutura terá condições para a iniciação e formação em ciclismo, podendo receber jovens praticantes desde o escalão etário do primeiro ciclo.

A pista de terra, muito sinuosa e com desníveis acentuados que aproveitam a orografia do terreno, terá uma extensão a rondar os quatro quilómetros e será apoiada por balneários e por uma zona administrativa.

A nova estrutura resulta da parceria entre a Câmara Municipal de Anadia e a Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC), cuja face mais visível é o Velódromo de Sangalhos, onde funciona um Centro de Alto Rendimento das modalidades de ciclismo, esgrima, judo, ginástica, trampolins e desportos acrobáticos.

Para a presidente da Câmara de Anadia, Teresa Cardoso, a nova pista vem “complementar a excelente relação entre o município e a Federação Portuguesa de Ciclismo”, e “é um investimento pouco elevado que dará um bom retorno”, uma vez que os terrenos pertencem à autarquia e os edifícios de apoio ao parque de campismo (que há anos deixou de funcionar) apenas precisam de adaptações ligeiras.

“Para além de contribuir para a valorização do conjunto de instalações desportivas do concelho de Anadia, a pista será também uma peça fundamental para a candidatura do CAR a centro satélite do centro mundial de ciclismo da União Ciclista Internacional (UCI) e uma mais-valia para a candidatura de Anadia a Cidade Europeia do Desporto em 2020”, reforça a autarquia.

Por força de um protocolo celebrado em 2013 entre a autarquia e a FPC, o concelho de Anadia é considerado “a capital das seleções nacionais de ciclismo”, uma vez que, para além do Velódromo, cedeu por cinco anos à Federação Portuguesa de Ciclismo o Anadia Sports Center, onde funciona a Academia Nacional de Ciclismo.

O Anadia Sports Center é uma antiga residência de estudantes transformada numa infraestrutura de apoio ao Centro de Alto Rendimento e funciona como a sede das seleções nacionais da modalidade, dispondo de 32 camas, distribuídas por 16 quartos duplos, mais 32 camas instaladas numa camarata.

Este alojamento permite a realização de estágios da seleção nacional de ciclismo e o edifício conta ainda com salas de convívio, salas de estudo, sala de massagem, garagem, oficina para as bicicletas e cozinha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome