A ŠKODA e a KH7 apresentaram o percurso da 15ª edição da Garmin Titan Desert, que começará em Boumalne Dades, nas montanhas do Atlas Marroquino, e terminará em Maadid.

A 15ª edição da Garmin Titan Desert terá lugar de 19 a 24 de abril e terá um total de 639 km e 7.629 m de subida acumulada.

Miguel Indurain fará a corrida com o seu filho, integrados na equipa KH-7 – Logifrio e encontrará outros atletas ilustres no pelotão, como Melcior Mauri ou Sylvain Chavanel.

Volta a montanha

Após do pouco terreno montanhoso da última edição, no seu 15º aniversário, a Garmin Titan Desert testará mais uma vez a capacidade de subida dos seus participantes.

As duas primeiras etapas apresentam declives acumulados próximos a 2.000m no primeiro dia e mais de 2.600m no segundo.

Será precisamente no dia da abertura, que o Desafio ŠKODA desta edição ocorrerá, com uma subida de 7 km e uma subida acumulada de 500m. Será o prelúdio da grande etapa de montanha desta edição. No segundo dia da corrida, os participantes devem superar dois picos, aos 45 e 95 km, ultrapassando 2.300m de altitude no primeiro caso e atingindo 2.200m no segundo.

A estreia de Miguel Indurain

A 15ª edição da Garmin Titan Desert terá um protagonista muito especial, Miguel Indurain, o melhor ciclista espanhol da história e um dos melhores do mundo, estará na partida com a equipa KH-7 – Logifrio. “Vou tentar terminar, ultrapassar os 6 dias. Será como outra corrida, mas com a intenção de terminar”, diz ele.

O pentacampeão do Tour de France mal tem experiência em BTT, mas não vê que isso seja um grande obstáculo para ele. “O Titan é mais de rolar. Para quem vem da estrada fica um pouco mais fácil. Embora existam sempre pontos técnicos, dunas e navegação, e por isso espero que eles me ensinem como fazê-lo.”

Juntamente com Indurain, outros grandes nomes da cena do ciclismo iniciarão a corrida a 19 de abril. O seu ex-companheiro de equipa, Melcior Mauri, ou os também ex-ciclistas profissionais Moisés Dueñas, David López, Oscar Pujol, Sylvain Chavanel ou Amael Moinard. O vencedor das últimas 4 edições, Josep Betalú, também estará na partida.

As 6 etapas em detalhe:

Etapa 1: Boumalne Dadès – Boumalne Dadès (102km / + 1956m)

Etapa de montanha com uma primeira zona rápida paralela ao leito do rio e depois enfrentam a subida ao ponto mais alto do dia. Nesta ascensão, encontraremos o Desafio ŠKODA desta edição.

Uma descida íngreme deixar-nos-á no sopé da face norte da montanha, onde o percurso mudará e entraremos num trilho muito estreito entre aldeias e casas isoladas.

Na saída desta área, entramos no leito do rio e percorreremos 4 quilómetros pelo interior de um desfiladeiro espetacular, uma das etapas inesquecíveis desta edição. Com algumas seções técnicas e outras onde podemos encontrar água, chegaremos à parte final do dia. Um sobe e desce continuo que nos levará ao ponto da partida, pois é uma etapa circular. Um início espetacular de corrida pelas paisagens e o layout de alguns dos quilómetros do dia.

Etapa 2: Boumalne Dades – Ait Yahya (127km / + 2626m)

A grande etapa de montanha, com uma partida rápida e clássica na história da Garmin Titan Desert.

A etapa é dividida em duas grandes subidas e descidas ao longo do Sahro marroquino, que atravessaremos de norte a sul para explorar paisagens lunares, trilhos inclinados e cumes íngremes.

Um percurso que, na maioria das vezes, percorre trilhos pedregosos, exceto nos últimos quilómetros. Nesta final, deixaremos um desfiladeiro para aparecer num cenário amplo, onde encontraremos o acampamento. Será uma jornada épica, um desafio para todos os concorrentes e não deixará ninguém indiferente. Sem dúvida, esta será a grande etapa da primeira parte da Garmin Titan Desert 2020.

Etapa 3: Ait Yahya – Tafraoute (99 km / +664 m)

Primeiro setor da etapa maratona. Mudança total de paisagem: um dia curto em quilómetros, comparado com outras etapas, mas isso leva-nos ao deserto.

Etapa inédita, jamais a Garmin Titan Desert tinha descido tão a sul, chegando à fronteira da Argélia perto de Tafraoute.

Um dia que começará com trilhos rápidos, embora um tanto pedregosos, para entrar num grande descampado. A partir da sua saída, enfrentaremos longos trilhos com algumas mudanças de rumo bem marcadas. No final, chegaremos a um grande lago seco, onde se virará a sudeste para chegar ao acampamento, numa grande esplanada onde passaremos a noite mais especial da corrida.

Etapa 4: Tafraoute – Erg Chebbi (130km / + 1017m)

Segundo setor da etapa maratona. Uma etapa longa, com algumas passagens arenosas e paisagens típicas desta região marroquina.

Após a saída, apanha-se um caminho em boas condições até chegar à passagem de um famoso canyon nas rotas do deserto: a passagem Mharech. Do outro lado deste pequeno desfiladeiro, a paisagem muda, com zonas de areia, erva de camelo e setores pedregosos.

Vão para o norte para se aproximarem de uma área de minas que atravessarãos pelo interior de outro desfiladeiro, desta vez muito pedregoso. Uma vez fora do desfiladeiro, por trilhos conhecidas de outras edições, abordaremos a base das dunas. Uma seção que, com o passar dos quilómetros, melhora gradualmente até se tornar um caminho muito rápido. As dunas de Erg Chebbi aguardam-nos para a próxima etapa e serão nossas companheiras junto ao acampamento.

Etapa 5: Erg Chebbi – Erg Chebbi (107 km / + 749 m)

Uma etapa clássica do Titan: o loop pelas dunas de Erg Chebbi, embora com partida e chegada num lugar diferente do habitual.

Após uma saída rápida, os corredores enfrentarão uma passagem de dunas de cerca de 4 quilómetros para enfrentar o setor de navegação da Etapa GARMIN.

Um percurso por uma área montanhosa, com várias cordilheiras, desfiladeiros e zonas de pedra, onde os participantes devem encontrar os diferentes controles de passagem e estações de hidratação. Uma vez terminado esse setor, eles enfrentarão um longo trilho em direção a norte para terminar de circundar o cordão das dunas e regressar ao ponto de partida. Uma etapa em que, para há a acrescentar à dificuldade do layout e da navegação sem ajudas, a fadiga acumulada.

Etapa 6: Erg Chebbi – Maadid (74 km / 617m)

Última etapa da Garmin Titan Desert 2020, um dia de que todos os que alcançarem a meta se lembrarão. Uma etapa diferente do habitual neste último dia.

Vai para norte e, depois de alguns quilómetros, entra numa área de montanhas que iremos superar até chegarmos a uma planície muito pedregosa.

Após uma descida com uma ladeira íngreme e muito arenosa, entraremos num grande caminho muito danificado pela passagem de veículos que frequentam a zona. Antes de chegar ao arco de meta, os corredores devem enfrentar a passagem de um rio onde encontrarão um grande fluxo de água, a última dificuldade antes de seguir para a linha de meta.

Mais informações em www.titandesert.com.