PUB

Vlad Dascalu e Martina Berta vencem a décima edição dos Internacionales Chelva GSPORT Challenge

Vlad Dascalu e Martina Berta vencem a décima edição dos Internacionales Chelva GSPORT Challenge
PUB

Os Internacionales Chelva GSPORT Challenge terminaram depois de um movimentado fim de semana na cidade valenciana, que voltou a esgotar para receber um grande evento que conta com a distinção da Hors Class, categoria máxima da UCI.

Vlad Dascalu e Martina Berta vencem a décima edição dos Internacionales Chelva GSPORT ChallengeCiclistas de todo o mundo reuniram-se em Chelva e milhares de fãs puderam desfrutar do melhor XCO do mundo, tanto no circuito, como através do streaming RTVE Play, onde puderam assistir a corridas de alto nível com atletas que foram medalhistas olímpicos, campeões mundiais, continentais e nacionais de todas as idades, além das maiores promessas futuras deste desporto.

PUB

O dia principal foi o domingo, dia em que a ação começou bem cedo com a primeira corrida a arrancar às nove menos um quarto da manhã. Apesar das temperaturas frias da manhã, os atletas juniores masculinos saíram em grande ritmo e deram um bom espetáculo. O espanhol Hugo Franco, da Academia BH Coloma, venceu a prova com uma vantagem de pouco mais de sete segundos sobre o campeão nacional norueguês Sivert Ekroll, quinto no ranking UCI.

Vlad Dascalu e Martina Berta vencem a décima edição dos Internacionales Chelva GSPORT ChallengeNo mesmo minuto do vencedor, Jonas Kind cruzou a linha de chegada em terceiro lugar, também norueguês e vice-campeão do seu país. Além disso, o quarto e quinto classificados, Birk Strand e o campeão espanhol, Joan Mir, terminaram com menos de um minuto de diferença, o que mostra a grande igualdade dessa categoria jovem.

A prova seguinte foi a categoria Elite Feminina. Com uma temperatura perfeita num dia ensolarado, as melhores atletas do mundo demonstraram as suas habilidades e qualidade na pista técnica de Chelva. Martina Berta, atual campeã italiana que se sagrou campeã mundial em 2015, deu uma aula de consistência e bom ritmo desde as primeiras etapas da prova. A ciclista do Santa Cruz RockShow impôs-se às suas rivais com um volta a volta muito regular, com o qual conseguiu gerir muito bem as distâncias relativamente às suas perseguidoras.

Vlad Dascalu e Martina Berta vencem a décima edição dos Internacionales Chelva GSPORT ChallengeBerta completou a prova em uma hora, 24 minutos e 23 segundos, enquanto a segunda classificada, Evie Richards, campeã mundial em 2021, terminou na segunda posição com o tempo de 01m24s54. Depois da atleta britânica da Trek Factory Racing, a holandesa da Orbea Factory Team, Anne Tauber, completou as posições do pódio. Além disso, Giada Specia e Mona Mitterwallner fecharam o ‘top 5’ e, no caso de Mitterwallner, com uma ótima recuperação nas últimas voltas da corrida. Rocío del Alba Carcía, da BH Coloma Team, foi a espanhola melhor classificada, ao terminar na décima quinta colocação.

Raquel Queirós (MMR Factory Racing) foi 11.ª classificada, completou o percurso de elite em 1:30.30 horas, a mais de cinco minutos da vencedora.

Vlad Dascalu e Martina Berta vencem a décima edição dos Internacionales Chelva GSPORT Challenge“Hoje senti-me muito bem, é muito bom começar a temporada com uma vitória como esta. Procurei desde o início estar na frente para mostrar o meu ritmo, vi que dava para fazer e tentei manter-me constante. Correu bem, estou muito feliz. Esta é uma das pistas mais bonitas de toda a temporada, é muito técnica, mas apenas técnica o suficiente para poder rodar bem, e não é perigosa. Acho muito bom começar num lugar como este, a organização é muito válida e os espectadores são muito apaixonados, por isso acho que esta prova é muito boa para o mundo do BTT”, disse Martina Berta após a vitória.

https://youtu.be/r6SLDnsQtvw

O clímax do domingo foi a corrida mais esperada, a corrida da Elite Masculina. A corrida começou com igualdade, embora alguns minutos após o início, Vlad Dascalu e Alan Hatherly atacassem e escapassem do grupo da frente por alguns minutos. Estes dois atletas foram apanhados com meia hora de corrida, pelo grupo perseguidor e uma luta pela vitória foi travada entre seis atletas. Com o passar dos quilómetros, Alan Hatherly sofreu um furo e teve que trocar a roda.

Vlad Dascalu e Martina Berta vencem a décima edição dos Internacionales Chelva GSPORT ChallengeAos poucos as posições de liderança foram-se acomodando e Vlad Dascalu voltou a escapar, mas desta vez com Pierre De Froidmont, enquanto o grande grupo de perseguição liderado por David Valero, David Campos e Alan Hatherly tentava diminuir a diferença.

A emoção esteve presente até aos últimos momentos da prova, tanto na luta pela vitória como na luta pelo terceiro lugar. Vlad Dascalu conseguiu a vitória após uma grande batalha com Pierre De Froidmont. O campeão romeno, apesar de um pequeno erro na última volta, conseguiu resolver nos metros finais e cruzar a linha de chegada na primeira colocação com apenas um segundo de vantagem sobre o belga Pierre De Froidmont.

Vlad Dascalu e Martina Berta vencem a décima edição dos Internacionales Chelva GSPORT ChallengeA luta pelo terceiro lugar contou com dois espanhóis: o jovem David Campos e o número um do Ranking UCI e medalhista olímpico David Valero. Campos, que fazia a sua estreia na categoria Elite e participava na sua primeira corrida com a equipa Orbea, venceu Valero com uma última volta bastante competitiva em que mostrou a boa forma em que se encontra.

Alan Hatherly, Jens Schuermans, Nadir Colledani, Victor Koretzky, Julian Schelb e Ondrej Cink completaram as dez primeiras posições desta corrida.

“Senti-me muito bem desde o início da corrida. Hatherly estava à minha frente na primeira volta e infelizmente teve um furo e perdeu um pouco o rumo da corrida. Pierre e eu aproveitámos e conseguimos um pouco de diferença para o grupo perseguidor. A partir daí foi como um jogo entre nós dois, para ver quem conseguia forçar mais. Na última volta, na última descida, estávamos equilibrados e ganhei uma pequena vantagem, apenas o suficiente para entrar primeiro na última subida e na última curva. Nesta última volta cometi um pequeno erro numa curva, mas felizmente consegui recuperar e atacar. Como sempre digo, este é o meu circuito favorito em Espanha, adoro correr aqui, é uma pista muito exigente e põe-te à prova em todo o tipo de situações. A cada ano esta corrida cresce e eles trabalham mais e melhor, por isso tudo, eles merecem o que conquistam. Estou muito feliz por começar a temporada com uma vitória, vamos torcer para continuar assim”, disse o vencedor.

Vlad Dascalu e Martina Berta vencem a décima edição dos Internacionales Chelva GSPORT ChallengeMuita ação e alto nível, também no sábado

Nesta edição dos Internacionales Chelva GSPORT Challenge a ação foi dividida por categorias durante o fim de semana, com corridas individuais para melhorar a competitividade e as condições de todos os participantes.

Depois dos treinos livres de sexta-feira em que os atletas conheceram a pista de Chelva, no sábado foi a vez das provas das categorias Sub-23 masculina e feminina, das classes Júnior, Master e Cadete feminina e Cadetes e Master 30, 40, 50 e 60 categoria masculinas. Além disso, foi realizada a tradicional prova Internacional Kids, sessão cronometrada para a categoria infantil com circuito próprio.

Um dos destaques do sábado foi a vitória de Carter Woods na categoria sub-23 masculina. O atleta canadense, que se inscreveu para a corrida no último minuto, partiu do final da grelha e assumiu a liderança nas primeiras etapas. Woods conquistou a vitória com uma vantagem de um minuto e 26 segundos sobre o segundo colocado, o espanhol Francesc Barber. O americano Bjorn Riley completou o pódio nesta categoria.

Vlad Dascalu e Martina Berta vencem a décima edição dos Internacionales Chelva GSPORT ChallengeNa categoria Sub-23 feminina, a italiana Sara Cortinovis dominou a prova. Após as duas primeiras voltas a atleta da Santa Cruz arrancou sozinha e liderou a prova com autoridade, numa prova que foi se alongando aos poucos. Sofie Heby Pedersen, da Dinamarca, terminou em segundo e a polonesa Matilda Szczecinska cruzou a linha de chegada em terceiro lugar. Lucía Gómez foi a espanhola melhor colocada nesta categoria com um sólido quinto lugar.

Entre as mulheres, outra prova de destaque foi a da categoria júnior, na qual Marta Cano, atual campeã espanhola, dominou a prova desde a primeira volta com muita autoridade. Na segunda posição terminou a mexicana Cynthia Martín na sua segunda prova, enquanto a terceira classificada foi a estreante Beatriz Guerra, portuguesa da Guilhabreu MTB.

Nas categorias Master, o vice-campeão europeu Michiel Van Aelbroek foi o vencedor absoluto Master 30, enquanto em Master 40, o espanhol Antonio Olivares venceu, terminando em terceiro na geral. Além disso, em Master 50 e Master 60 os vencedores também foram os ciclistas espanhóis: Juan Moya e Ignacio García, respetivamente. Na categoria Master feminina, a belga Veerle Cleiren venceu as espanholas María José Berenguer e Angelica García.

Por fim, entre os cadetes, os três primeiros colocados na categoria masculina foram Gonzalo Costa, Martí Martínez e Seff Van Kerckhove, enquanto na categoria feminina a Abril Roma superou Lidia Benedito e Mireia Padros.

Todos os resultados em www.internacionalesxcochelva.com.

PUB