PUB

Louis Sutton (Brocar Ale) vestiu a camisola amarela logo no primeiro dia da prova e não a largou até ao final, conquistando hoje o GP Azores/Volta a São Miguel, após uma incrível exibição. João Medeiros (L.A.Alumínios/Credibom/MarcosCar) foi o vencedor da etapa e terminou na segunda posição da geral.

O GP Azores/Volta a São Miguel terminou hoje no alto da Lagoa do Fogo, depois uma etapa complicada, com chuva, nevoeiro e subidas de grande dificuldade. As movimentações no pelotão começaram logo após sete quilómetros de prova, mas a fuga só se viria a estabelecer ao quilómetro 25. Desta que foi a fuga do dia fizeram parte Rodrigo Caixas, Alexandre Montez e Francisco Marques (L.A.Alumínios/Credibom/MarcosCar), David Mendoza (Globalia/Zamora Enamora), Rodrigo Silva (Porminho Team sub23) e Luís Cabral (Santa Maria da Feira/Segmento D’Época/Reol).

PUB

A primeira hora de corrida, ainda sem grandes dificuldades para os corredores, fez-se a uma média de 40 km/h. Nessa altura, a fuga levava 1m30s de vantagem para o pelotão, de onde sairia Carlos Rodrigues (Almodôvar/Delta Cafés/Crédito Agrícola) em direção ao grupo da frente.

A contagem de montanha de primeira categoria, no Salto do Cavalo, influenciou fortemente o destino da corrida, deixando o pelotão reduzido a cerca de uma dezena de atletas. Neste grupo, que estava a mais de três minutos da frente da corrida, seguia o camisola amarela, Louis Sutton (Brocar Ale), que após o prémio de montanha já não tinha companheiros de equipa para o ajudar. Quanto a Simone Carro (A.S.D Aries Cycling), na altura segundo classificado à geral, já teria perdido o contacto na subida. Quem foi assumindo as despesas da corrida foram os corredores da L.A.Alumínios/Credibom/MarcosCar), com quatro elementos no grupo, entre eles João Medeiros.

A 30 quilómetros da meta, na subida de terceira categoria das Furnas, Carlos Rodrigues, que seguia em posição intermédia acabaria por ser absorvido pelo grupo dos favoritos. Neste altura, a fuga começaria a perder alguns elementos, permitindo também que o grupo onde seguia o camisola amarela se fosse aproximando cada vez mais. Foi preciso esperar pela subida de terceira categoria do Pisão, a cerca de 20 quilómetros da chegada, para que João Medeiros se lançasse ao ataque. Louis Sutton perdeu ligeiramente o contacto com o corredor açoriano, mas iria recuperar o contacto na descida, seguindo os dois sozinhos durante praticamente toda a subida até à meta.

João Medeiros não teve qualquer hipótese nesta fase final da corrida, pois estava a mais de um minuto de Louis Sutton na geral, e teria sido necessário um ataque fulminante para conseguir roubar a camisola amarela ao britânico. Assim, o corredor açoriano deu tudo o que tinha nos últimos metros para conquistar a vitória desta última etapa, no alto da Lagoa do Fogo. Logo de seguida chegou Louis Sutton, com Rodrigo Caixas a fechar na terceira posição, depois de ainda ter acompanhado os dois primeiros da etapa na fase inicial da subida.

“Nós queremos sempre mais e, principalmente depois de todo o trabalho que a equipa fez hoje, a vitória na geral teria sido o ideal. No entanto, chegar aqui ao alto da Lagoa do Fogo, levantar os braços e ver os meus avós e toda a minha família é muito especial. Estou muito agradecido aos meus colegas, pois fizeram uma etapa fenomenal e mostrámos o que é vestir as cores desta equipa”, sublinhou o vencedor da etapa de hoje, João Medeiros.

Assim, Louis Sutton conquistou o GP Azores/Volta a São Miguel e com ele a tão desejada camisola amarela. O britânico venceu ainda a classificação da juventude e a classificação por pontos. Já camisola da montanha ficaria para Francisco Marques, com a sua equipa L.A.Alumínios/Credibom/MarcosCar a vencer também a geral por equipas.

“A descida da primeira contagem de montanha de primeira categoria foi o momento decisivo da corrida. Estava a chover muito e consegui sair com a equipa da L.A.Alumínios e ganhar vantagem, deixando para trás o segundo classificado da geral. Estou exausto! Foi uma etapa muito difícil para mim e para o João. Fomos ao limite e estávamos completamente esgotados na última subida, mas consegui aguentar com ele até quase ao final. Esta vitória significa muito para mim, pois é a minha primeira vitória depois de uma lesão que tive recentemente”, revelou o vencedor da prova, Louis Sutton.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui