A Deceuninck-QuickStep, de João Almeida, e a Education First, de Ruben Guerreiro, manifestaram “orgulho” pelas prestações dos dois ciclistas no Giro d’Italia, lembrando os feitos do duo português.

Equipas de João Almeida e Ruben Guerreiro “orgulhosas” dos seus ciclistas
Deceuninck – Quick-Step – ©Tim De Waele / Getty Images

“Vinte e dois anos. Primeira época no WorldTour. Novato em grandes Voltas. Quatro pódios [em etapas]. Onze vezes no ‘top 10’. Quinze dias de camisola rosa. Um Giro para recordar de João Almeida”, escreveu, na rede social Twitter, a equipa belga.

PUB

Com a alcunha de ‘wolfpack’ (‘alcateia’), a Deceuninck-QuickStep tem elogiado as conquistas do português, que chegou este ano ao WorldTour pela sua porta e hoje acabou a ‘corsa rosa’ no quarto lugar, a melhor classificação de sempre de um português na corrida.

Equipas de João Almeida e Ruben Guerreiro “orgulhosas” dos seus ciclistas
Deceuninck – Quick-Step – ©Tim De Waele / Getty Images

“Estamos super orgulhosos de ti”, completaram.

Equipas de João Almeida e Ruben Guerreiro “orgulhosas” dos seus ciclistas
Foto Gian Mattia D’Alberto/LaPresse

Por seu lado, a norte-americana Education First já se tinha regozijado com a vitória na nona etapa de Ruben Guerreiro, felicitando-o hoje pela conquista da classificação da montanha, um feito inédito para portugueses em grandes Voltas.

João Almeida segura liderança da geral no Giro d’Italia, Ruben Guerreiro recupera
Foto Gian Mattia D’Alberto/LaPresse

“Três semanas por Itália e duas novas camisolas para o provar [em referência à camisola azul e a uma edição modificada do equipamento normal da formação] para o Ruben Guerreiro e a equipa. Deram tudo e estamos tão orgulhosos deles”, escreveram, também no Twitter.

Os norte-americanos da Hagens Berman Axeon, equipa de formação que os dois portugueses representaram, em anos diferentes, também lembraram a “caminhada insana do João com a ‘maglia rosa'” e a “estelar vitória em etapa, mais a camisola da montanha, do Ruben”.

Equipas de João Almeida e Ruben Guerreiro “orgulhosas” dos seus ciclistas
Foto Massimo Paolone/LaPresse

João Almeida (Deceuninck-QuickStep) liderou durante 15 dias a geral da ‘corsa rosa’, acabando no quarto posto, a melhor classificação de sempre de um ciclista luso, e Ruben Guerreiro conseguiu vencer uma das principais classificações, a da montanha, um feito inédito para o ciclismo português, além de triunfar na nona de 21 etapas.