Ciclista morre na clássica Gent-Wevelgem

789

Antoine DemoitieO belga Antoine Demoitie não resistiu aos ferimentos provocados por uma queda, seguida de atropelamento durante a corrida.
Tinha 25 anos, o belga que pertencia à equipa da Wanty-Groupe Gobert e que este domingo faleceu vitima de mais um acidente envolvendo meios da organização. Neste caso uma mota que vinha acompanhando a prova.

“O corredor morreu. Está a decorrer um inquérito para determinar as circunstâncias”, disse Frederic Evrard, porta-voz da polícia gaulesa, dando nota da morte do ciclista, que, depois do acidente ocorrido em Sainte-Marie-Cappel, foi transportado para um hospital em Nice.

A ‘clássica’ belga ficou marcada por alguns acidentes, tendo o de Antoine Demoitié sido o mais grave quando a corrida se desenrolava no norte de França, em Sainte-Marie-Cappel, a 115 quilómetros da meta.

Antoine Demoitie ciclistA Associação Internacional de Ciclistas quer que se “faça luz sobre as circunstâncias do acidente” que vitimou o belga Antoine Demoitie, disse hoje o seu presidente, o italiano Gianni Bugno.

“Não quero acusar ninguém, mas temos de refletir sobre a responsabilidade de cada um na manutenção dos seus níveis de atenção”, defendeu Gianni Bugno, recordando que “a segurança dos ciclistas deve estar sempre em primeiro lugar”.

Este não é o primeiro caso de acidentes envolvendo veículos da organização em provas importantes, o que tem gerado inúmeras reclamações de ciclistas e dirigentes de equipas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome