Cenários encantam ciclistas no quinto dia da Brasil Ride

424

O quinto dia de competição da BRASIL RIDE foi disputado ao longo da Serra das Almas entre os municípios de Rio de Contas e Livramento de Nossa Senhora, na Chapada Diamantina (BA), exigindo grande habilidade técnica e física dos competidores em virtude da quilometragem acumulada até agora, somando mais de 368 km percorridos.
Ou seja, a Ultramaratona de Mountain Bike passa da sua metade num percurso de 95 km e 1750 metros de desnível em cenário deslumbrante, com destaque para o visual da cachoeira imponente do Rio do Brumado.
A largada ocorreu pontualmente às 8 horas da manhã, o pelotão saiu sem forçar o ritmo prevendo o desgaste extra oriundo do calor forte. Após a travessia das montanhas, a disputa começou a intensificar-se. O grande duelo ficou novamente entre as equipes que lutam pela camisa amarela (Open), de Luís Leão Pinto & Alejandro Dias (Team Spano-Luso) e Kristian Hynek & Robert Novanty (Future Cycling/Sweep) que chegaram juntos até a subida final em asfalto já com o visual da cachoeira.
“Infelizmente o pneu da bicicleta do Luís Pinto furou e eles perderam alguns minutos. Meu pneu também furou, mas murchou pouco e conseguimos abrir uma boa vantagem,” comenta Kristian Hynek que repetiu a vitória da etapa que consagrou sua equipe no ano passado, quando venceram o duelo contra os suíços, Martin Gujan e Christof Bischof, assegurando ali o título da Brasil Ride 2010.
“Vamos lutar até o final, um furo pode acontecer com qualquer um. Ainda temos duas etapas pela frente…” alertou Luís Leão Pinto (Specialized Portugal) que perdeu quase 4 minutos dos líderes, finalizando na terceira colocação. A segunda posição ficou com os tchecos, Martin Horak e Tomas Vokrouhlik (BMC), a 2 minutos e 3 segundos dos campeões.
Na sequência, os brasileiros Josemberg Pinho e Raphael Mendes (JC Bikes) mostraram que estão vivos na prova e recuperaram a camisa branca (líder da categoria Brasil). Os ciclistas “Montoya” e “Catalão”, como também são conhecidos, chegaram à frente de Hugo Prado e Douglas Neto (OCE-Treine/KHS/Infanti), e a diferença entre eles é de apenas 2 minutos e 17 segundos, demonstrando que essa briga pelo título da Brasil Ride ainda vai longe!
Na categoria Máster, Abraão Azevedo e Paulo Freitas (Brasil Soul / RC Bikes) conquistou a terceira vitória consecutiva na competição e abriram mais 1 minutos dos suiços da equipe Bixs-Zelleweger Archtekten, que seguem em 2º na clasificação da categoria.
Vale ressaltar que Barti Bucher e Hansjuerg Gerber perderam muito tempo nesta etapa devido um forte tombo de Gerber, que terminou a prova com o guidão quebrado.
Na mista, Ivonne Kraft e Mateus Ferraz (Brasil Soul/RC Bikes) deram nova amostra que vieram buscar o título com nova vitória sólida. O mesmo aconteceu na categoria feminina, com Adriana Nascimento e Sabrina Gobbo que foram novamente as mais velozes entre as mulheres.
Nesta sexta-feira, o “circo” da Brasil Ride retorna para Mucugê, base 1 do evento, em que os ciclistas devem percorrer 128 km de percurso com o total de subidas: 1716 metros.
Top 10 Geral
1 – Kristian Hynek & Robert Novatny (Future Cycling/Sweep) – República Checa
2 – Tomas Vokrouhlik & Martin Horak (BMC) – República Checa
3 – Luís Leão Pinto & Alejandro Dias (Team Spano-Luso) – Portugal / Espanha
4 – Josemberg “Montoya” Pinho & Raphael Mendes (JC Bikes) – Brasil
5 – Hugo Prado & Douglas Neto (OCE-Treine/KHS/Infanti) – Brasil
6 – José Silva & Tiago Ferreira (BrasilRide) – Portugal
7 – Uira Castro & Gustavo Santos (Specialized/LM/Tripp) – Brasil
8 – José Hernandez & Marco Almeida (Specialized/ Roberto Heras Training) – Portugal
9 – Thomas Vandendale & Christophe Clercq (First Energy) – Bélgica
10 – Alexandre Souza & Maurício Pereira (Canta Galo /Chapada Diamantina) – Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome