Bicicleta da rede Gira incendeia-se em Lisboa

48

Uma bicicleta da rede Gira incendiou-se na quinta-feira enquanto estava a ser utilizada, sem provocar feridos, disse hoje à Lusa fonte da empresa que gere as bicicletas partilhadas de Lisboa, apontando que está em curso “uma peritagem técnica”.

Fonte da Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) afirmou que “ocorreu um incidente inesperado com uma bicicleta da rede GIRA, que se terá incendiado sem motivo aparente”.

A bicicleta, uma das que contêm componente elétrica, “estava a ser utilizada”, pelo que a “pessoa saiu imediatamente” quando o equipamento se incendiou.

O incidente ocorreu na Rua Tomás Ribeiro, na zona de Picoas, e segundo fonte da EMEL “não provocou feridos”, uma vez que o fogo foi apagado por bombeiros que estavam nas redondezas naquela altura.

A EMEL referiu que ainda não se sabe a razão para o incidente ter acontecido, o que levou a empresa a “despoletar de imediato os procedimentos de verificação e análise do sucedido”.

“Está a ser realizada uma peritagem técnica, estando a Órbita [empresa que assegura o fornecimento e operação do sistema] a analisar em detalhe o sistema elétrico e a bateria da bicicleta”, apontou a EMEL numa nota enviada à Lusa, onde acrescentou que “a segurança dos utilizadores da rede Gira é um ponto crucial, e também por isso é muito importante identificar com rigor a causa deste incidente para poder agir em conformidade”.

No final de junho, a EMEL anunciou que a rede de bicicletas partilhadas tinha registado, até ao momento, 76 incidentes, que provocaram 31 feridos, num total de 378 mil viagens realizadas num ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome