Subidas Épicas da Lousã

0
426

Subida Épica da Lousã - Trevim (4)As Aldeias do Xisto acabam de inaugurar a quarta e quinta Bike Roads Subidas Épicas no seu território, a da Serra da Lousã (Lousã-Trevim e Castanheira de Pera-Trevim), que se juntam à da Serra da Gardunha (Fundão-Alcongosta) e às da Serra do Açor (Ponte das Três Entradas-Colcurinho e Porto de Vacas-Xiqueiro).

Subida Épica da Lousã - Trevim (2)A equipa profissional de ciclismo EFAPEL, que vai correr a Volta a Portugal em conjunto com as Aldeias do Xisto, apresentou os novos equipamentos e subiu ao alto do Trevim juntamente com outros amantes da modalidade. O presidente da ADXTUR e o presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, sublinharam a importância da bicicleta para a afirmação de um destino activo e o seu importante contributo para um caminho de desenvolvimento, que se comprometeram a percorrer em conjunto.

PUB

As Aldeias do Xisto inauguraram, no domingo, as duas Bike Roads Subidas Épicas da Lousã (Lousã-Trevim e Castanheira de Pera-Trevim). A seguir às Subidas Épicas da Serra do Açor (Ponte das Três Entradas- Colcurinho e Porto de Vacas-Xiqueiro) e da Serra da Gardunha (Fundão-Alcongosta), com a Serra da Lousã estão as três principais montanhas do território ”equipadas” em permanência com as condições necessárias ao usufruto em autonomia destas subidas, que remetemos praticantes para as emoções das etapas de montanha das principais provas de ciclismo de estrada.

Aliás, quem se deslocou à Lousã teve a oportunidade e o privilégio de fazer a subida na companhia dos atletas da equipa profissional de ciclismo EFAPEL, que vai competir na Volta a Portugal com as Aldeias do Xisto.

Na cerimónia conjunta de inauguração da Bike Road e de apresentação da equipa da EFAPEL, o presidente da Câmara Municipal da Lousã, Luís Antunes, começou por realçar «as óptimas características que a Serra da Lousã apresenta para a prática das várias modalidades associadas à bicicleta, não só as paisagens para o ciclismo de estrada, mas também a orografia natural do terreno propícias à prática do BTT e do downhill». De facto, sublinhou, não só a Serra da Lousã tem sido palco de alguns dos principais eventos estrela do Calendário de Animação das Aldeias do Xisto, como é o caso da prova internacional de downhill Avalanche Licor Beirão, como tem sido eleita por muitos dos principais atletas internacionais de BTT como o “spot ideal” para praticarem e testarem novos equipamentos.

Subida Épica da Lousã - Trevim (1)Paulo Fernandes, presidente da ADXTUR, elencou o trabalho que a marca tem vindo a desenvolver seguindo uma estratégia de afirmação do território como um dos principais destinos activos do país, no qual a bicicleta tem desempenhado um papel central, não só com as Subidas Épicas, mas também com os Centros de BTT, a rede de Bikotels, e as provas e eventos do Calendário de Animação das Aldeias do Xisto.

Esta dinâmica de uma marca amiga do ciclista tem paralelo noutras áreas do turismo activo, como é o caso da pedestre, com a rede de Caminhos do Xisto e do usufruto do principal corredor ecológico do território, com a GRZ-Grande Rota do Zêzere. Com este conjunto integrado de equipamentos, a ADXTUR fecha um ciclo de intensa infraestruturação no sentido de permitir a todos uma vida mais plena, feliz e saudável através do usufruto ativo do território ao longo de todo o ano, com a máxima autonomia possível e assente numa rede de parceiros comprometidos com a qualidade do acolhimento e do serviço, sempre em estreito contacto com a paisagem e a identidade cultural.

Subida Épica da Lousã - Trevim (3)Finalmente, Delmino Pereira, presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC), defendeu o contributo que uma estratégia de promoção da prática da bicicleta pode ter no futuro do país. Primeiro, através do incentivo à prática do desporto para uma vida mais saudável, depois, na aposta no turismo de bicicleta, criando infraestruturas que possibilitem a prática e captando agentes, finalmente capitalizando economicamente esse trabalho em prol do desenvolvimento dos territórios.

A ADXTUR e a FPC vão trabalhar em conjunto para desenvolver um programa de afirmação da marca Portugal Cycle In. Delmino Pereira, que fez uma visita prévia ao território das Aldeias do Xisto, no que o próprio apelidou de «horas muito intensas», referiu que a marca está na linha da frente para a liderança deste projecto, uma vez que já tem todos os ingredientes a funcionar em pleno: as infraestruturas e o desenvolvimento turístico ligados com a criação de economia e a promoção das temáticas do território, tudo ao serviço das pessoas, as que lá moram e as que visitam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here