Volta ao Alentejo | Gabriel Cullaigh vence em Serpa

41

O sub-23 britânico Gabriel Cullaigh (Team Wiggins) venceu hoje a primeira etapa da 36.ª Volta ao Alentejo Crédito Agrícola, uma ligação de 173,5 quilómetros, entre Vendas Novas e Serpa, marcada pelo mau tempo.

A luta pela tirada e pela camisola amarela foi apertada. Gabriel Cullaigh bateu por uma unha negra o francês Justin Jules (WB Aqua Project Veranclassic). O terceiro, a 1 segundo, foi o irlandês Mark Downey (Team Wiggins). O sprint aconteceu entre os integrantes do primeiro dos muitos grupos em que se dividiu o pelotão.

Quem esperava por uma calma jornada com final ao sprint desiludiu-se, porque o vento forte e a chuva, que fustigaram as desabrigadas planícies, foram aproveitados pelas equipas mais fortes para dizimar o pelotão. Ficou claro que esta Volta ao Alentejo irá decidir-se dia a dia e não na jornada dupla, teoricamente mais propensa a diferenças, de sábado.

A etapa até começou calma. O russo Alexander Evtushenko (Lokosphinx), que recentemente foi batido por Ivo Oliveira no Mundial de Pista, sendo terceiro em perseguição individual, mostrou que também tem pedalada para pequenas colinas. Passou na frente na única montanha pontuável do dia, assegurando a subida ao pódio para vestir a camisola dos trepadores.

Depois da curta dificuldade orográfica, o pelotão consentiu uma fuga de três corredores, António Barbio (Miranda-Mortágua), Mauricio Moreira (Caja Rural-Seguros RGA) e James Fouche (Team Wiggins), quando estavam percorridos cerca de 25 quilómetros. Barbio perdeu o contacto, devido a avaria. O duo restante pedalou na frente até perto do quilómetro 100, altura em que se juntaram mais 19 homens à cabeça de corrida, formando-se um primeiro grupo de 21 unidades. Por essa altura já o pelotão estava feito em pedaços, com ciclistas plantados ao longo de quilómetros.

O grupo mais adiantado cortou a meta com uma vantagem de quase dez minutos sobre o grupo seguinte, deixando a luta pela vitória final restrita aos homens que hoje mostraram superioridade. Das 21 equipas participantes, apenas oito conseguiram ficar representadas na frente da corrida e, portanto, aspirar à coroação em Évora, domingo. A W52-FC Porto, a Team Wiggins e a WB Aqua Project Veranclassic foram as mais competentes, colocando mais homens no lote daqueles que agora são os favoritos.

Gabriel Cullaigh acumula o comando da geral individual com a primeira posição na juventude e na classificação por pontos. A WB Aqua Project Veranclassic ocupa o topo da tabela coletiva.

A segunda etapa da Volta ao Alentejo corre-se nesta quinta-feira. É a tirada mais longa da competição, 205,2 quilómetros, entre Beja e Sines. Tal como hoje, a ação das equipas aproveitando o vento pode ser o maior obstáculo à concretização de uma chegada ao sprint.

Classificação da 1.ª Etapa e Geral Individual
1.º Gabriel Cullaigh (Team Wiggins), 4h18m33s
2.º Justin Jules (WB Aqua Project Veranclassic), mt
3.º Mark Downey (Team Wiggins), mt
4.º Robert Ludovic (WB Aqua Project Veranclassic), mt
5.º Luís Mendonça (Aviludo-Louletano-Uli), mt
6.º Nicola Toffali (Sporting-Tavira), mt
7.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), mt
8.º Daniel López (Burgos BH), mt
9.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), mt
10.º Dimitri Peyskens (WB Aqua Project Veranclassic), mt

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome