A penúltima etapa da Brasil Ride, realizada em Arraial d’Ajuda, nesta sexta-feira (26), com quatro voltas num circuito de cross country olímpico (XCO) de 8,1 km, coroou os especialistas da modalidade.

© Fabio Piva / Brasil Ride

Em primeiro lugar ficou o dinamarquês Sebastian Fini, da CST American Eagle Racing Team, em 1h25min26seg. Em seguida cruzaram a linha de chegada o brasileiro Henrique Avancini, da Cannondale Factory Racing, em 1h26min06seg, e o holandês Hans Becking, da DMT Racing Team, em 1h27min11seg.

© Marcelo Rypl / Brasil Ride

“É incrível para mim vencer o cross country olímpico. Na quinta-feira (25) senti-me realmente mal após a quinta etapa e, à noite, disse que venceria o XCO. Estar aqui tendo vencido é inacreditável. Bati ciclistas de nível mundial, como o Henrique Avancini e o Hans Becking. O Avancini por exemplo já venceu etapas da Taça do Mundo de MTB, é o campeão do Mundo de Maratona e eu nem perto disso estou. É algo espetacular vencer a terceira prova aqui na Brasil Ride”, comemorou Fini.

© Fabio Piva / Brasil Ride

Com os tempos acumulados das duplas, Avancini e o alemão Manuel Fumic têm agora 3min54seg de vantagem para os vice-líderes, Tiago Ferreira e Hans, faltando pouco mais de 44 km para o fim da Brasil Ride 2018, na manhã deste sábado (27).

© Marcelo Rypl / Brasil Ride

A vitória de Sandra Santaynes na Elite feminina e a segunda posição da sua companheira de equipe Anna Ramirez, da Olympia / Esteve Team, a dupla espanhola está com mais do que uma mão no título.

© Wladimir Togumi / Brasil Ride

Apenas um dia muito difícil neste sábado (27) para tirar o titulo da competição em 2018. Enquanto Sandra cruzou a linha de chegada em 1h30min41seg, ao completar três voltas, Anna foi segunda colassifivcada em 1h31min04seg, com Viviane Favery, da Cannondale Brasil Women, em terceiro lugar no pódio, em 1h32min17seg.

© Fabio Piva / Brasil Ride

Top 3 do dia (individual):

Masculino (quatro voltas):
1-Sebastian Fini (DIN): 1h25min26seg
2-Henrique Avancini (BRA): 1h26min06seg
3-Hans Becking (NED): 1h27min11seg

Feminino (três voltas):
1-Sandra Santaynes (ESP): 1h30min41seg
2-Anna Ramirez (ESP): 1h31min04seg
3-Viviane Favery (BRA): 1h32min17seg

© Ney Evangelista / Brasil Ride

Top 5 após seis etapas:

Masculino:
1-Henrique Avancini (BRA) / Manuel Fumic (GER) – 19h28min27seg
2-Tiago Ferreira (POR) / Hans Becking (NED) – 19h32min21seg
3-Alexey Medvedev (RUS) / Francesco Failli (ITA) – 19h42minseg
4-Hugo Prado Neto (BRA) / Roel Paulissen (BEL) – 19h50min44seg
5-Sebastian Fini (DIN) / Martins Blums (LAT) – 19h55min25seg

© Marcelo Rypl / Brasil Ride

Top 3 após seis etapas:

Feminino:
1-Sandra Santanyes (ESP) / Anna Ramirez (ESP) – 24h34min38seg
2-Viviane Favery (BRA) / Marcella Toldi (BRA) – 25h01min33seg
3-Paula Gallan (BRA) / Franciele Almeida (BRA) – 25h28min20seg

© Fabio Piva / Brasil Ride

Video dos melhores momentos da 6ª Etapa da Brasil Ride 2018:

Sétima etapa – Mais curta do que o ano passado, a etapa tem 44 km. Os primeiros 9 km são de estrada de terra bem fluídos. Do km 9 ao 13 muito single track e poucos trechos de ultrapassagem. Do km 13 ao 19 um local mais plano e largo. No 19, outro single track no Parque Nacional do Pau Brasil.

© Wladimir Togumi / Brasil Ride

Muitas árvores e troncos a serem vencidos, exigindo muita pilotagem dos atletas. Faz com que os atletas tenham que ter tranquilidade para fazer as curvas bem fechadas. Do km 19 para frente mistura estradas e trilhas arborizadas.

Uma etapa curta, porque a intenção é encerrar de uma forma mais leve, já que da segunda a quinta etapa sempre foram longas distâncias. Em paralelo, será realizada a Maratona dos Descobrimentos, que terá percurso de 72 km.

© Fabio Piva / Brasil Ride

Brasil Ride: Mais que uma prova, uma etapa na sua vida.

Deixar uma resposta