Uma jornada de luxo para os atletas SCOTT

379

Numa jornada de luxo para o ciclismo competitivo da SCOTT, o primeiro fim-de-semana da Taça do Mundo de XCO e a clássica Milano-Sanremo podem ser o início de um ano de boas memórias para a marca sediada na Suiça.
Nino Schurter e Maja Wloszczowska ganham as respectivas categorias em XCO, na 1ª prova da UCI Mountain Bike World Cup. Foram corridas distintas, mas carregadas de emoção e excelentes momentos, típicos da modalidade.
Schurter dominou a prova do princípio ao fim. A bordo de um protótipo da SCOTT Scale, com roda 650b, o atleta da equipa SwissPower iniciou a prova levando atrás de si o Campeão do Mundo Jaroslav Kulhavy. Quando tudo para indicar uma repetição do duelo protagonizado pelos dois em 2011, o ritmo imposto por suíço foi tal que apenas Burry Stander conseguiu acompanhar. Schurter controlou sempre a prova, chegando a deixar Stander liderar por momentos antes de desferir um ataque, na entrada da última volta, que deixou o sul-africano sem real capacidade de acompanhar. Nino Schurter cortou a meta com 1h30m38s, a cerca de 10 segundos do 2ª classificado.
A polaca Maja Wloszczowska regressa às vitórias na Taça do Mundo e de uma forma que apenas está ao alcance dos melhores. Após ter ficado para trás no arranque, talvez a aquecer os motores, Maja foi sempre controlando o seu andamento e o das suas adversárias. De trás para a frente, a atleta da SCOTT foi ultrapassando as adversárias, ora aproveitando as dificuldades que sentiam nas zonas técnicas, ora por cansaço, e nas últimas voltas ultrapassa Emily Batty e Catharine Pendrel, e fecha com um sprint a vitória! Ganhou a experiência!
O nosso Rúben Almeida estreou-se com um 90º lugar e muita experiência adquirida! Eis o que o atleta SCOTT teve para dizer sobre o dia da prova:
“Finalmente chegou o dia da corrida… uma boa noite de sono e um bom pequeno-almoço para começar o dia. (…) Faltavam 2 minutos para o arranque e eu sabia que este ia ser fundamental pois não havia start loop e os engarrafamentos iriam ser inevitáveis. Fiquei preso duas vezes na parte inicial da pista perdendo bastante tempo e lugares como a maior parte dos atletas, no entanto nas primeiras 4 voltas fui recuperando alguns lugares volta a volta ( não muitos) e estava-me a sentir bem, no entanto na quinta e penúltima volta quebrei bastante (resultado do esforço nas primeiras voltas) e perdi a maior parte dos lugares perdidos no entanto estava focado e queria dar tudo na ultima volta, mas (…) sou mandado encostar…”. Rúben acrescenta “Mesmo com um resultado que não me agrada muito, não estou desanimado e sei que dei tudo naquela pista… sinal que ainda tenho de trabalhar bastante e continuar a levar o treino descanso e alimentação bastante a serio! Para além do contacto com muita gente nova e uma pista de sonho posso ver que estou bastante bem tecnicamente, recuperando lugares a descer e sentia-me completamente a vontade nas partes mais técnicas mesmo quando exausto!”
Os atletas da 3Rox Racing, Zandra, Kabush conseguiram um 29º e 37º lugar, respectivamente.
Por terras nacionais, Ana Rita Vigário participou na 3ª Prova Taça de Portugal de XCO, em Tougues/Vila do Conde. Num percurso técnico muito exigente, a atleta da equipa LA-Antarte-Rota dos Móveis conseguiu garantir um 4º lugar e mais uns pontos para o ranking UCI, ocupando agora a posição 103. “O primeiro impacto não foi o melhor devido ao traçado em especial à inconsistência do piso. Mas, devido à chuva que caiu durante a noite e a passagem da primeira prova do dia, o circuito continuou exigente mas o piso consolidou-se” disse-nos Ana Vigário, “A corrida desenrolou-se sempre a top, um ritmo intenso e classifiquei-me em 4º lugar, pontuando assim mais um pouco para o objectivo de entrar no top 100 Mundial”.
Referência ainda para a primeira prova de triatlo de Miguel Fernandes, disputada em Alpiarça. O Miguel fez o seguinte relato: “decorreu hoje (Domingo) em Alpiarça o 1º Triatlo da época com cerca de 400 atletas à partida. Uma prova em que sabia que não iria estar bem, visto ser uma altura em que me estou a concentrar mais nos estudos. Apresentei-me à partida com o fato Aquaman ART e a SCOTT Foil 20 e desfrutei de uma boa manhã de triatlo. De salientar o aumento do nível competitivo desta modalidade em Portugal. 29ºlugar na chegada à meta!”

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome