A União Ciclista Internacional (UCI) vai “impor medidas mais severas” no caso de quebras de protocolos sanitários durante a retoma da temporada, em particular a organizadores, devido à pandemia de covid-19.

Picture by Pauline Ballet/SWpix.com

“Se um organizador de um evento não implementar as medidas requeridas pelo protocolo, a UCI pode tomar uma série de ações, de avisos formais para que sejam aplicadas à retirada do calendário internacional desse ou qualquer outro evento desse organizador”, explicou, em comunicado, a entidade que regula o ciclismo mundial.

Uma versão anterior do protocolo apenas incluía multas de 930 a 9.300 euros para quebras, reforçando agora as medidas após discussões com as várias partes envolvidas na retoma do ciclismo de estrada.