Três clássicas belgas de ciclismo que não deve perder no Eurosport

93

O Eurosport orgulha-se de ser a Casa do Ciclismo e ao longo do mês de março emite uma série de corridas que marcam a preparação das melhores equipas para as principais Volta do calendário mundial. Não perca ao longo dos próximos dias, três importantes clássicas realizadas na Bélgica.

Omloop Het Nieuwsblad

24 de fevereiro – Bélgica

A Omloop Het Nieuwsblad é uma prova belga de apenas um dia, com partida de Gent e chegada a Meerbeke, 196.2 km depois. Caracteriza-se pelos seus setores de “pavé”, ou empedrado, que complicam, e muito, a vida dos participantes.

Os ciclistas da casa destacam-se com um total de 56 vitórias, enquanto as segundas nações com mais êxitos são Holanda e Itália com quatro. Os belgas Ernest Sterckx, Joseph Bruyère e Peter Van Pategem destacam-se na contabilidade das vitórias, com três troféus cada. Em 2017, o belga Greg Van Avermaet (BMC) sagrou-se bicampeão ao bater o eslovaco Peter Sagan (Bora – Hansgrohe), atual campeão do mundo, à semelhança do que tinha feito no ano anterior.

A prova recebe desde 2009 o nome do jornal Het Nieuwsblad. Antes designava-se Omloop Het Volk, também por causa de um jornal, que acabou por fechar.

Kuurne-Bruxelas-Kuurne

25 de fevereiro – Bélgica

A Kuurne-Bruxelas-Kuurne acontece 24 horas depois da Omloop Het Nieuwsblad e ambas marcam o início da temporada ciclística na Bélgica. É igualmente uma clássica na qual o pelotão terá de “rolar” cerca de 200 quilómetros até à meta. Apesar de contar com um percurso essencialmente plano (ideal para ‘sprinters’), existem zonas onde os ciclistas terão de superar inclinações na casa dos 10 por cento, para além de muito frio. Em 2013, a neve obrigou mesmo ao cancelamento da prova pela terceira vez no seu historial.

Em 2017, a vitória coube ao eslovaco Peter Sagan (Bora – Hansgrohe). O também belga Tom Boonen, com três triunfos, é o ciclista com maior êxito na prova. Este ano cumpre-se a 70.ª edição da Kuurne-Bruxelas-Kuurne.

Le Samyn

27 de fevereiro – Bélgica

O Grande Prémio Le Samyn foi criado em 1968, inicialmente designado de Grande Prémio de Fayt-le-Franc, a antiga localidade onde começava e terminava a prova. A partir de 1970, ganhou o nome de Grande Prémio José Samyn, em homenagem ao primeiro ciclista a ganhar a competição e que morreu tragicamente num acidente durante uma corrida em Zingem, na Bélgica, em 1969.

O belga Johan Capiot detém o recorde de vitórias no evento (3). Na época passada, o belga Guillaume Van Keirsbulck (Wanty – Group Gobert) foi o primeiro a cortar a meta. Para esta edição os ciclistas partem de Quaregnon e cortam a meta 200 km mais tarde em Dour.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome