TransPortugalRace 2015 By Garmin – Day 7

1616

TransPortugalRace 2015 by GarminO Meu Reino por um Cavalo!

Há semelhanças entre ir para a guerra e fazer o TransPortugal. Há a competição com os outros e a tua luta interior. E há também armamento pesado, dormir pouco e habituares-te a urinar ao relento (comigo é assim). Pois… O odor da urina é um reflexo do que se ingere. E eis que reflicto agora sobre o género de brisa que estes meninos libertam por aí… Chega. Respirar fundo (lol) e tratar do armamento.

João Aragão é o líder da equipa mecânica no TransPortugal. Atento e bom ouvinte, João é basicamente um “cromo” (no bom sentido), uma referência nacional. É vegetariano, tranquilo e careca: requisitos essenciais para singrar na mecânica de bicicletas. Com João trabalha Ricardo Machado. TransPortugalRace 2015 By Garmin Day 7 planicieSabemos que o machado é um instrumento essencial para os casos mais problemáticos de mecânica. João Almeida dá às bicicletas aquele toque especial do serviço Bike D’Lux.

Cada batalha requer que o destemido batedor se faça à estrada, entre as 5h e as 7h da manhã, para enfrentar terríveis inimigos: portões, redes, cheias de rios e similares. Esta é a tarefa suja de Bruno Claro, o motard. Gajo duro, aha! Armindo Silva franze o olhar e observa o horizonte: tudo controlado. Carlos Borrego, aka Mr. Lamb, Raúl Castro e Tiago Afonso são dotados de uma personalidade racional e estruturada (estruturas, portanto). João Pedro Ribeiro é um homem dinâmico e Paulo Coelho (não é o escritor) classifica tudo. A Marta Vieira é veterinária (o quê?!) e o animal mais estranho que ela observou foi um camaleão, não contando com o Rui Sousa que ela observa muito, mas noutra perspectiva… ahahahaha Por estranho que pareça, a Marta garante que os peixinhos de aquário reconhecem os seus donos. Espanto. Dificuldade em entender pessoas que têm peixinhos como animais domésticos. A única relação entre mim e tão ínfimos animais é o facto de ter visto Finding Nemo e vivenciar uma memória de três segundos, neste… preciso… momento. Única explicação admissível para a sequência: “bicicletas, guerra e peixinhos”.

TransPortugalRace 2015 By Garmin Day 7 groupEste não é o Inverno do nosso descontentamento (é Primavera, radiosa e feliz) e os atletas do Reino Unido da Grã Bretanha e da Irlanda do Norte (o rigor, é sabido) não são horrendos corcundas mal encarados. Pelo contrário. Justin Atckinson (525, 22º de hoje) é um belo cavaleiro de olho azul, singrando velozmente pelas planícies alentejanas, conquistando, gracioso, os bosques de Monchique. O ruivo Russell Thornton (501, 28º de hoje) trabalha em sistemas de negociação de futuros e opções e é licenciado em Zoologia (?!). Russel pratica mergulho de autonomia (30 metros, 4’30’’), gosta de nadar com golfinhos e de observar os… peixinhos… (desconheço por completo o que subjaz a estas coincidências estranhas). Sir Neil Evans (411, 21º do dia) é de Manchester. Neil expressa-se p a u s a d a e s o l e n e m e n t e. Temos também a honra de desfrutar da gloriosa e satírica ironia de Lord Michael Hanreck (503, 51º na etapa de hoje). Michael trabalha com vestuário desportivo e deixa-te nú com o seu desconcertante sentido de humor. Também do Reino Unido, temos connosco Mark Bailyss (500, em 50º lugar na etapa de hoje), Marzena Bogdanowicz (503, 66º hoje), Ronald Tweedie (546) e Tristram Bishop (517, 66º classificado na etapa). Infelizmente, Chris Hewings (504), de Gales, já não está em prova, em virtude de uma lesão. Chris, já temos saudades do teu sorriso! O que significa um nome? Se chamarmos qualquer destes bifes por qualquer outro nome serão sempre lindaços! Ser ou não ser? Estar ou não estar no próximo TransPortugal?

TransPortugalRace 2015 By Garmin Day 7 climbOu cada dia parece a Guerra dos Cem Anos? Teremos de perguntar aos franceses Alexandre Mamet (535, 23º de hoje) e Gilbert da Costa (528, 43º na etapa). Responderão como Edith Piaf: Je ne regrette rien? Sendo dois únicos contra a armada britânica, estes gauleses não descansam. A França encara o dia com a força do seu lema: Igualdade, Liberdade, Fraternidade, termina-o ao som de David Guetta, para renascer soberbamente com as Gymnopédies, de Érik Satie.

E então, entre a bruma areosa, vislumbra-se um anjo alaranjado… o insondável, inefável e sereníssimo…Tiago Lages, o atleta vassoura!

Infelizmente, não sabemos quem tem deixado as suas águas por esses montes e vales. Não somos tão tecnologicamente avançados. Ainda.

TransPortugalRace 2015 By Garmin Day 7 smileHoje Marco Macedo (362, PT) ganhou a etapa e bateu o tempo recorde com 5h34m23s. A segunda foi Kate Aardal (341, NO), 8 minutos depois. No dia do seu 56º aniversário, Malcolm Dods (310, SA), chegou em 3º, seguido por Tiago Almeida (497, PT) e Ignacio Miravalles (291, ES).

Kate Aardal continuará a envergar a camisola amarela e é agora uma séria candidata a vencer a prova. Alexandre Guilhoto poderá ser segundo no pódium. Quanto ao terceiro, é disputado por Pat Dodges, Marco Macedo e Ignacio Miravalles Mas tudo pode ainda mudar.

TransPortugalRace 2015 By Garmin Day 7 chargin garminAmanhã chegaremos ao mar. A 8ª etapa do TransPortugal vai de Monchique a Sagres, em 95km, com 1432 metros de ganho de elevação. Estamos já no Algarve, na misteriosa montanha do interior, perto das belíssimas praias. Os atletas passarão no Parque Natural da Costa Vicentina com as suas imponentes falésias. Finalmente, os heróis poderão descansar, mergulhando no mar, abençoados pelo divino, no Promontorium Sacrum.

A 17 de Maio de 1756, a Grã-Bretanha declarou guerra à França. Neste 17 de Maio tu vais fazer a 8ª e última etapa do TransPortugal. Há paz na Europa, fraternidade no ar. Se urinares ao ar livre, controla a direcção do vento.

Galeria de Fotos AQUI

Mais informações em www.ciclonatur.pt, siga todas as novidades no Facebook da TransPortugal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome