TransPortugalRace 2015 By Garmin – Day 6

628

TransPortugalRace 2015 by GarminSol Nascente, Liberalismo e Samba

Qual a tua definição de um dia perfeito? Cada dia é uma vida inteira: um dia que nasce é a tua oportunidade para mudar o mundo. Chamem-lhe romantismo, optimismo ou apenas parvoíce, mas, para mim, um dia perfeito é ver o sol nascente, liberalismo e samba.

Queres exemplos? ‘bora lá.

Lina Ferreira (46) e António Fael (60) mudaram de Leiria para Casal de S. Romão, uma das bonitas Aldeias do Xisto (aldeiasdoxisto.pt). Lina trabalhava num dos maiores bancos privados portugueses até ao dia que deu o Grito do Ipiranga (eheheh). No TransPortugal desde 2010, Lina é encarregada da Gestão de Catering e Fael faz parte do grupo de Dinâmica de Prova. Sempre atenta, Lina adivinha as nossas necessidades (obrigada, Lina, pela lata de Redbull no meu farnel). Ana, Afonso e Mila também ajudam no catering. “Aqui todos ajudam”, diz Lina. Pois claro, há algo de mágico em ver os outros comer com satisfação. Quanto ao Fael, é conhecido por ter nascido com um GPS, com ele ninguém se perde. Outro casal no TransPortugal são o Alfredo e a Ana Azevedo. Alfredo é mais um homem perdido para a banca, em benefício do turismo, do desporto e da História. Alfredo já fez o TransPortugal e ambos viajaram para correr em Boston, Berlim, Nova Iorque e Chicago. Actualmente, Alfredo é distribuidor de Rocky Mountain, Sponser e Evoc, entre outras marcas. Como vivem em cidades separadas, Ana segredou: durante a semana tenho saudades dele… Suspiro. André, João e Pedro tratam dos hotéis e bagagem. André (44) é um dos primeiros a começar cada TransPortugal: tem de contactar hotéis por todo o país e garantir os quartos, desde o final de Novembro. Por vezes são mesmo todas as camas disponíveis da localidade. O André dá nas vistas, com os seus cabelos longos, a tattoo e o sentido de humor. Então és fã de mulheres tatuadas? Se é para ser fã, sou é fã de mulheres. Ahahah disso e do Dragonball. André quis pintar o cabelo de azul e atirou-me esta: “O melhor sai de nós quando estamos distraídos”. Quem me dera que fosse sempre assim, André!

TransPortugalRace 2015 By Garmin Day 6 startO sol nasce primeiro em Singapura, de onde veio Martha Lee (551, 71ª na etapa de hoje). Andava curiosa com esta mulher e tinha razão. Martha é radiosa, bem‑humorada e uma verdadeira compincha. Tem 47 anos, é advogada e em 2013 fez o Tour de Timor. Estão a ver? Nem todos os advogado são uns empertigados chatos! Para quem conhece Timor, fazer do Tour de Timor a primeira prova de endurance da vida, debaixo do calor tropical é simplesmente… loucura!

Se o dia perfeito começa por ver o sol nascer, ele deve ser vivido descontraidamente, de forma liberal e com brincos. Países Baixos! Adoro estes tipos. Devia era mudar-me já. Desde o Johannes Vermeer e o Jan van Eyck à música electrónica de Hardwell, Sander van Doorn e Afrojack, há tanto nos Países Baixos que corta a respiração. Para começar: PÁREM de chamar Holanda ao Reino dos Países Baixos. Eles não se importam (descontraidamente, claro), eu sim. Pelo menos segundo Frank Groenendaal (565, 10º de hoje). Frank tem 49 anos, vive em Noord-Brabant e tem uma agência de empregos. Frank gosta de tocar piano e de viajar até Espanha. Hoje andou com uma música na cabeça: I gotta feeling, dos Black Eyes Peas. Apropriado Frank: hoje foi o dia, vimos o que fizeste! Dos Países Baixos estão também em prova Peter Minaar (529) que chegou em 28º hoje. Peter é o primeiro neerlandês da classificação geral, no 11º lugar. Entre nós está ainda Marcel Lambregts (527) que chegou em 38o nesta etapa, Corazon Tinkelenberg (526), a única mulher do grupo, chegou em 39o, e o Henk Welvaarts (378) aka o avô (o facebook é espectacular), ficou em 56o na etapa de hoje.

TransPortugalRace 2015 By Garmin Day 6 raceE o que se faz no final de um dia perfeito? Dançar! Sambaaa. A minha pátria é a língua portuguesa, disse Fernando Pessoa, e o Brasil deu tanto à língua portuguesa quanto a criatividade que há no mundo. Brasil é Jorge Amado e João Ubaldo Ribeiro (vá, chamem-me tarada novamente, mas adorei “A Casa dos Budas Ditosos”). É Elis Regina e Gabriel o Pensador…Brasil lembra estar ao sol, andar a cavalo na praia ou ir ver crocodilos, à meia noite, na selva amazónica. Em Sucupira, a grande obra do prefeito Odorico Paraguaçu foi o cemitério. Passou então 126 episódios a tentar inaugurá-lo. Mas as pessoas deixaram de morrer. No final, Odorico tem o papel principal, no caixão que o levou à inauguração da sua obra. Brilhante. Memórias de Lima Duarte, interpretando o jagunço Zeca Diabo… Os Capitães da Areia no TransPortugal são o Clécio Bazanelli (521), 12º desta etapa e o Leonardo dos Santos (522), 24º na etapa de hoje. Clécio é proprietário de uma indústria textil em Ibitinga, a capital do bordado. O marido de Maria Teresa tem um plano de treinos rígido: todos os dias úteis, entre as 18h e as 20h. Quanto a Leonardo dos Santos, vem do Estado de Minas Gerais, no sudeste brasileiro. Leonardo é o marido da simpática Izabella e pai de Luana.

TransPortugalRace 2015 By Garmin Day 6 moinhoHomens velhos é conceito inexistente no TransPortugal: o primeiro de hoje foi Malcolm Dods (310, SA), de 55 anos, o segundo foi Zbigniew Wisner (423, PL), de 56 e o terceiro Pat Dodge (446, CA) de 56 também. Kate Aardal (341, NO), de 42 anos, atravessou a meta com Pat. Brutal. O segundo grupo a cruzar a meta foi o de Domingos Ladislau (519, PT), Ignacio Miravalles (291, ES), Marco Macedo (362, PT), Tiago Almeida (497, PT) e Ricardo Gonçalves (549, PT). Kate mantém a camisola amarela a 27 minutos de Alexandre Guilhoto (564, PT).

TransPortugalRace 2015 By Garmin Day 6 planicieA 7ª etapa, de Albernoa a Monchique, tem 138km com um ganho de elevação de 3086 metros. A salientar amanhã são ainda a planície alentejana, sobretudo entre os Km 3 e 7 e os km 18 e 24, que nesta Primavera solarenga se veste de verde com adornos de miríades de cores das várias flores selvagens. Os atletas passam ainda pelas barragens de Monte da Rocha, Corte Brique e Santa Clara, esta a proporcionar imagens deslumbrantes. Finalmente, regressam à montanha e floresta, com a chegada a Monchique.

TransPortugalRace 2015 By Garmin Day 6 metaMuitas coisas aconteceram a 16 de Maio. Com excepção do aniversário de Malcolm Dods (não esquecer, pessoal) nada é tão estimulante quanto tu fazeres a 7ª etapa do TransPortugal amanhã. Partilha a tua alegria e traz-me notícias. Aos duendes, mando saudades!

TransPortugalRace 2015 By Garmin Day 6 sponserGaleria de Fotos AQUI

Mais informações em www.ciclonatur.pt, siga todas as novidades no Facebook da TransPortugal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome