TransPortugal Europcar Race 2018 – Etapa 3

83

Gostaria de viajar a bordo da Millennium Falcon para identificar constelações e visitar galáxias. Talvez encontrasse seres de três olhos, cabeças cónicas e corpos gravitacionais. Poderia às vezes, numa nave menor, passar ao largo e dizer já sem interesse “acabámos de passar Vénus” e seguir. Sonhos de cabeça no ar, observando os céus.

Previsões para a semana de 6 a 13 de maio. No amor: entender o passado é a chave para ser feliz. Compreenda que a imperfeição faz parte da vida e aceite as suas inseguranças. Escreva os seus sentimentos. Semana importante para a coesão e fazer novas amizades, sobretudo para os casados que os solteiros não fazem amigos, só engates.

Dinheiro: semana sem surpresas. Evite as comunicações profissionais à distância e adie todos os compromissos. Não assine documentos sem ler. Na saúde: mantenha o foco, concentre se no corpo. Beba muita água – decididamente notará resultados. Faça desporto. Cuidado com as quedas. Esta semana sentir-se-á estranhamente feliz e inspirado. À noite, veja estrelas. Aplicável a todos os signos.

Diz a lenda que um pastor no alto da Serra vinha conversando com uma certa Estrela. Invejoso e desconfiado do privilégio, mandou-o chamar o rei, ordenando a entrega da Estrela e oferecendo grande riqueza em contrapartida.

O pastor não cedeu à tentação. Preferiu a Estrela, sem a qual não poderia viver. Nessa noite, na humilde cabana no alto da Serra, pastor e Estrela reforçaram os seus votos de eterna amizade. Foi então que o velho pastor prometeu: Esta será chamada a Serra da Estrela. Diz ainda a lenda que no alto desta serra se avista sempre uma estrela.

Estrelas há tantas, mais do que os dias, horas ou minutos que temos pela frente, somados aos que já vivemos. Estrelas há tantas que a cada momento morrem e nascem no firmamento.

Depois dos intensos 100km e 3214m de elevação, Kathi Menziger (CH)-646 e Felix Peyer (CH)-647 (MY SPORT TROPHY BIKE) entravam na zona do Luna Hotel Serra da Estrela quando staff e amigos que por ali estavam desataram em gritos. A poucos metros das bandeirolas finais, Felix aguardou ainda por ela, que vinha sofrida. Juntos cruzaram a meta às 19h06m37s, a escassos 23 segundos do fecho, num feito emocionante e arrepiante. Foram palmas, foram gritos e abraços, foram lágrimas. A estrela do dia é, sem dúvida, Kathi Menziger. Parabéns Kathi!

Na etapa, Kathi e Felix ficaram num admirável 79º lugar ex-aequo, estando em 78º e 79º respetivamente na classificação geral.

Foi um dia repleto de superação e maravilhamento. Our dear Mr. Robin Willard (CA)-322 andou perdido por alguns km, algures na serra. Consta que se cruzou com uma ovelha mais atrevida. No seu território, a bicha não arredou pé e Robin resolveu esconder-se atrás de uns arbustos, até o pastor levar dali o animal à corda. “Eu sou um bocado disléxico”, disse-nos “não devia andar sozinho. Sou muito irresponsável”. Rimos todos. Robin é o nosso fantástico atleta de 71 anos.

Pedro Simas (PT)-296 da equipa EUROPCAR, promovendo o FUNDO IMM-LAÇO: A CAMINHO DA CURA, cruzou a meta às 14h49m08s, cansado mas feliz: “adorei fazer esta etapa”, disse. Às 15h11m22s chegou Ricardo Carvalho (PT)-319, também da equipa EUROPCAR e, 32s depois, Manuel Melo (PT)-667 (Pedras Biker’s Team). Seguiram-se-lhes Jeannie Bomford (ZA)-765, João Urbano Dias (BR)-718, Monica Glover (ZA)-739, José Lima de Almeida (PT)-756, Martin Dreyer (ZA)-708, Francisco Carneiro (PT)-262 e, finalmente, Jaco Ferreira (ZA)-703, nos 4º a 10º lugares, respetivamente.

Na classificação geral, as primeiras dez posições são ainda ocupadas por Pedro Simas (PT)-296, Ricardo Carvalho (PT)-319, Manuel Melo (PT)-667, Jeannie Bomford (ZA)-765, João Urbano Dias (BR)-718, José Lima de Almeida (PT)-756, Martin Dreyer (ZA)-708, Monica Glover (ZA)-739, Jaco Ferreira (ZA)-703 e Francisco Carneiro (PT)-262. Jeannie e Mónica mantêm-se no grupo dos 10 primeiros atletas. Ainda longe do final, neste momento, Ricardo e Manuel estão separados por 6m39s. Por sua vez, João Urbano Dias (BR)-718 está a cerca de 21m de Jeannie Bomford (ZA)-765.

A quarta etapa da TRANSPORTUGAL EUROPCAR RACE 2018, de Penhas da Saúde a Castelo Branco, tem 85km e 1287m de elevação. Cerca de metade do percurso é coincidente com o da prova de 2017, variando os últimos 42km que são uma das inovações deste ano. Como seria de esperar, a etapa inicia com a descida monumental da Serra da Estrela, com paisagens deslumbrantes. Segue-se o desafio do dia, a subida à Serra da Gardunha, com variados caminhos romanos, muito técnicos, ascendentes e descendentes, até Alpedrinha. A segunda parte da etapa decorre entre diversos campos e vilas, num percurso sem dificuldades e enorme beleza.

Texto: Florbela Pires
Fotos: Pedro Cardoso

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome