A 10ª edição do Brasil Ride, terminou hoje em Arraial d’Ajuda, Tiago Ferreira e Hans Becking da DMT Racing Team foram os grandes vencedores.

© Fabio Piva / Brasil Ride

A sétima e última etapa da competição teve percurso de 46 km em Arraial d’Ajuda, com partida uma hora antes da Maratona dos Descobrimentos, onde 1.800 ciclistas juntaram-se aos 570 participantes da stage race de sete dias.

A etapa decisiva teve os checos Jaroslav Kulhavy e Matous Ulman, da Specialized Racing, como mais rápidos do dia, em 1h43min45. Os seus compatriotas, Kristian Hynek e Martin Stosek, da Vitalo Future Cycling PWD by Canon foram segundos, em 1h44min41, logo à frente de Henrique Fumic e Manuel Fumic, da Cannondale Factory Racing.

© Fabio Piva / Brasil Ride

Na classificação geral, Tiago Ferreira e Hans Becking garantiram o título com pouco mais de 7 minutos de vantagem para Avancini e Fumic, com Kulhavy e Ulman a completarem o top 3.

Enquanto Tiago Ferreira garantiu o bicampeonato, Hans Becking igualou-se a Jiri Novak e Henrique Avancini como maiores campeões do evento, ao somar três títulos.

© Marcelo Rypl / Brasil Ride

“Super contentes por conseguir essa vitória que já trabalhávamos por ela há muito tempo. Finalmente ganhei outra vez e o Hans levou o terceiro título. Uma semana bastante positiva, sem quebras e fomos bastante regulares”, disse Tiago.

“Neste sábado tínhamos apenas que chegar com as bicicletas o mais inteira possível para ganhar a prova. Até o meio da etapa conseguimos passar as dificuldades de maneira tranquila e no final decidimos não pedalar tão rápido, mas apenas desfrutar os quilómetros finais e curtir o trabalho feito esta semana”, completou Tiago Ferreira.

© Josue Fernandez / Brasil Ride

“Estou super feliz por estar ao lado do Jiri e do Avancini nesta lista de tricampeões. Foi uma semana incrível. O Avancini e o Fumic tornaram a corrida muito disputada para nós. Lutamos fortemente pelo primeiro lugar, e conseguimos. Foi realmente difícil. Representa muito para mim terminar a temporada com esse título. A nossa equipe fez um ótimo trabalho, inclusive a nossa segunda dupla com o Andreas e o José, além de nosso manager Andrea. Numa prova dura como esta, não se define estratégia, apenas se leva dia após dia. Nesta sétima etapa a ideia foi não correr nenhum risco”, analisou Hans Becking.

© Mario Jordany / Brasil Ride

Embora reconhecido por ser muito competitivo e sempre querer o topo do pódio, Henrique Avancini fez um balanço positivo da 10ª edição da ultramaratona. “Minha temporada inteira foi muito boa, de altíssimo nível. Em várias modalidades de fevereiro a outubro venci provas importantes e fiquei sempre próximo da vitória, não importa contra quem eu estivesse competindo. Mais uma vez entreguei uma boa performance na Brasil Ride. Fui ativo, ataquei em busca da vitória e trabalhei bem com meu companheiro, uma vez que estamos em uma corrida de dupla. Saio de uma certa forma mais motivado para 2020, após os ‘quase’ que tive como vice da Brasil Ride e da Cape Epic, segundo colocado do ranking mundial e terceiro no geral da Copa do Mundo. Isso tudo me deixa com mais sangue no olho para o próximo ano”, comentou Avancini.

© Josue Fernandez / Brasil Ride

Elite feminina – Com uma vantagem de 24 minutos para as vice-líderes, Viviane Favery e Tânia Clair Piclker também precisavam de uma etapa sem problemas para garantir o título. E, assim foi. Ficaram em segundo no dia, atrás de Letícia Cândido e Hercília Najara, da Audax Corinthians / Tripp Aventura, para comemorar a vitória geral.

O pódio da etapa foi ocupado por Jaqueline Mourão e Danilas Ferreira, da Sense Factory Racing / Tropix Brasil, dupla que garantiu o título das Américas e o vice-campeonato. Letícia e Hercília fecharam o top 3 geral.

© Ney Evangelista / Brasil Ride

Na categoria Mista, José Silva / Celina Carpinteiro foram os grandes vencedores.

© Fabio Piva / Brasil Ride

Na categoria Master, Tiago Clamote / Tiago Silva foram os grandes vencedores, ficaram à frente de o cinco vezes campeão do Brasil Ride e campeão olímpico de Atlanta-96, Bart Brentjens, e o octacampeão da ultramaratona, Abraão Azevedo. Marco Macedo / Tiago Almeida terminaram o Brasil Ride no 6º lugar.

Tiago Aragão / Rui Porto Nunes terminaram o Brasil Ride no 25º lugar em elites.

Vídeo com os melhores momentos da 7ª etapa:

Resultados – Etapa 7

Masculino
1- Jaroslav Kulhavy (CZE) / Matous Ulman (CZE) – 1h43min45
2- Kristian Hynek (CZE) / Martin Stosek (CZE) – 1h44min41
3- Henrique Avancini (BRA) / Manuel Fumic (GER) – 1h45min41
4– Sebastian Fini (DIN) / Julian Schelb (GER) – 1h45min43
5- Halysson Ferreira (BRA) / Nicolas Rafhael (BRA) – 1h46min13
6- Tiago Ferreira (POR) / Hans Becking (NED) – 1h46min22

Feminino
1- Letícia Cândido (BRA) / Hercília Najara (BRA) – 2h11min05
2- Viviane Favery (BRA) /Tania Clair (BRA) – 2h15min02
3- Jaqueline Mourão (BRA) / Danilas Ferriera (BRA) – 2h17min33
4- Janildes Fernandes (BRA) / Julyana Machado (BRA) – 2h19min25
5- Ivonne Kraft (GER) / Ana Clara Souza (BRA) – 2h29min16

Resultado final – após 7 etapas

Masculino
1- Tiago Ferreira (POR) / Hans Becking (NED) – 21h41min17
2- Henrique Avancini (BRA) / Manuel Fumic (GER) – 21h48min40
3- Jaroslav Kulhavy (CZE) / Matous Ulman (CZE) – 21h56min03
4- Kristian Hynek (CZE) / Martin Stosek (CZE) – 22h17min21
5- Sebastian Fini (DIN) / Julian Schelb (GER) – 22h26min13

Feminino
1- Viviane Favery (BRA) / Tania Clair (BRA) – 28h41min30
2- Jaqueline Mourão (BRA) / Danilas Ferriera (BRA) – 28h58min02
3- Letícia Candido (BRA) / Hercília Najara (BRA) – 29h54min24
4- Janildes Fernandes (BRA) / Julyana Machado (BRA) – 33h15min50
5- Ivonne Kraft (GER) / Ana Clara Souza (BRA) – 34h23min40

© Fabio Piva / Brasil Ride

Toda a informação sobre a 10ª edição do Brasil Ride em www.brasilride.com.br.

Deixar uma resposta