Tiago Ferreira campeão do Mundo de Maratonas

9071

Tiago Ferreira campeão do Mundo de XCMO português Tiago Ferreira, ao serviço da Seleção Nacional/Liberty Seguros, conquistou hoje o Campeonato do Mundo de Maratonas BTT (XCM), em Laissac, França. É a segunda vez que um ciclista luso ganha um mundial de elite. a outra medalha de ouro pertence a Rui Costa e foi conquistada na estrada, em 2013.

Tiago Ferreira campeão do Mundo de XCM 1O viseense concluiu os 90 quilómetros, muito duros, com 3130 metros de acumulado de subida, em 4h01m57s. O adversário que mais se aproximou foi o austríaco Alban Lakata, que gastou mais 19 segundos. A medalha de bronze viaja para a República Checa, na bagagem de Kristian Hynek, que ficou a 56 segundos de Tiago Ferreira.

Tiago Ferreira campeão do Mundo de XCM 2O corredor luso fez os 90 quilómetros sempre em cabeça de corrida. Primeiro num grupo numeroso e, depois, sempre entre aqueles que se destacavam e que foram mudando ao longo da corrida. No último ponto de assistência, apenas Héctor Paez seguia com Tiago Ferreira. Mas, daí até à meta, o colombiano ficou para trás, enquanto o português soube resistir à aproximação de Lakata para conquistar um resultado histórico para o ciclismo nacional, a segunda medalha de ouro em mundiais de elite.

Tiago Ferreira campeão do Mundo de XCM 4“Foi uma corrida perfeita do Tiago, que fez uma gestão tática fantástica, cumprindo com todas as indicações. A prova desenrolou-se como queríamos e vivemos um dia espectacular, com dezenas de portugueses a comemorar a vitória na meta”, afirmou o selecionador nacional, Pedro Vigário.

Este resultado surge 21 dias depois de Tiago Ferreira ter conseguido a medalha de prata no Campeonato da Europa, realizado na Letónia, onde foi batido apenas pelo estoniano Peeter Pruus.

Tiago Ferreira campeão do Mundo de XCM 3“Sentia-me muito bem e estava super motivado pelo segundo lugar no Europeu. De início, sabia que era preciso impor um ritmo alto. Consegui partir o grupo de atletas, até que ficámos cinco na frente. A dada altura, o Hector Paez atacou na última subida e eu fui com ele. Sofri muito em alguns momentos, mas sabia que tinha de resistir. Na descida ele arriscou muito para me ‘descarregar’ e acabou por cair. Vi-me sozinho na frente, também acabei por cair, mas levantei-me de imediato e dei tudo até à meta”, explica Tiago Ferreira.

O corredor que, tal como David Rosa, irá representar Portugal nos Jogos Olímpicos, ainda não caiu em si. “Estou com a camisola de campeão vestida, mas ainda não pensei como será passar um ano de arco-íris. Por enquanto, ainda quase nem acredito”, confessa.

Luís Leão Pinto também representou a Seleção Nacional/Liberty Seguros, mas não conseguiu terminar a corrida.

No setor feminino, a correr pelas respetivas equipas, Celina Carpinteiro foi 27.ª, a 37m06s, da vencedora, a suíça, Jolanda Neff, e Ilda Pereira foi a 40.ª, a 52m04s da primeira classificada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome