A quinta etapa da Taça do Mundo de XCO realizada em Val di Sole chegou ao fim, deixando para trás dois emocionantes dias de competição em que a chuva e a lama presentes na pista curta deram lugar a uma corrida de domingo marcada pelo Sol e boas temperaturas.

Mais uma vez, Mathieu van der Poel foi o mais rápido na categoria masculina, com Pauline Ferrand-Prévot a conquistar a sua primeira vitória na Taça do Mundo de XCO depois de vencer ao sprint a Jolanda Neff.

As corredoras mais destacadas da Taça do Mundo de XCO de Val di Sole foram, Pauline Ferrand-Prévot e Jolanda Neff.

A suíça venceu na sexta-feira no Short Track para, na corrida de domingo, ser a segunda depois de uma final épica decidida ao sprint a favor de Pauline Ferrand-Prévot.

Joana Monteiro correu, a título individual, na prova de elite feminina, sendo a 66.ª classificada, com mais duas voltas do que a francesa Pauline Ferrand Prevot.

A portuguesa Raquel Queirós foi a 15.ª classificada na prova para sub-23 femininas, a corredora da Equipa Portugal foi a terceira melhor sub-23 de primeiro ano.

A prova de hoje foi a terceira da Taça do Mundo em que Raquel Queirós participou. A betetista portuguesa voltou a mostrar as qualidades que já lhe haviam garantido dois top 20 nas corridas anteriores. Desta vez fechou o top 15 da competição, a 6m37s da vencedora, a alemã Ronja Eibl.

A Equipa Portugal esteve representada por mais uma sub-23, Marta Branco, que cortou a meta na 43.ª posição, cumprindo o objetivo de terminar na mesma volta da vencedora, gastando mais 16m30s.

Na prova masculina, Mathieu van der Poel venceu tanto no Short Track, quanto na corrida de domingo.

Mathias Flückiger foi o segundo mais rápido em Val di Sole, com Nino Schurter a completar o pódio masculino a mais de 50 segundos do tempo marcado pela estrela holandesa da Corendon-Circus.

Mário Costa vestiu as cores nacionais e foi o 58.º classificado, conseguindo pontuar para o ranking de apuramento olímpico, principal meta para o compromisso deste domingo.

O corredor português partiu da posição 94 e foi recuperando lugares para ficar na 58.ª posição, com mais 9m24s do que o holandês Mathieu van der Poel.

Ricardo Marinheiro correu ao serviço da Brújula Bike Racing Team, desistindo quando rodava na 105.ª posição.

Rafael Rita foi o melhor elemento da Equipa Portugal na prova masculina de sub-23, acabando no 45.º lugar, a 7m50s do romeno Vlad Dascalu, o grande dominador desta categoria etária. João Rocha foi o 92.º, a uma volta do primeiro.

Deixar uma resposta