Seleção de paraciclismo corre a Taça do Mundo

771

Seleção de paraciclismo corre a Taça do Mundo ManiagoA Seleção Nacional/Liberty Seguros de paraciclismo já rumou a Itália, onde irá participar, entre sexta-feira e domingo, na prova da Taça do Mundo, em Maniago. A delegação lusa, dirigida pelo selecionador nacional de paraciclismo, José Marques, conta com os atletas Luís Costa (W52-Quinta da Lixa), de classe H5, José Castanheira (Penacova DH/UD Lorvanense), de classe C4, Carlos Santos e Telmo Pinão (W52-Quinta da Lixa), ambos de classe C2.

Seleção de paraciclismo corre a Taça do Mundo Maniago Luís CostaNa sexta-feira, a partir das 8h00, cumprem-se as provas de contrarrelógio. Os corredores de classe C2 vão cumprir 12,8 quilómetros, enquanto os restantes lusos terá de enfrentar 26,6 quilómetros. No sábado, às 14h00, entre em liça Luís Costa, atual número 5 do ranking mundial na classe H5, para completar os 63,9 quilómetros da sua prova de fundo. No domingo, a partir das 8h00, correm-se as provas nas restantes classes. Os corredores C4 vão completar 85,2 quilómetros e os C2 63,9 quilómetros.

“O Luís Costa já deu mostras de que pode bater-se pelos primeiros lugares e é isso que tentaremos que consiga. Os restantes corredores vão lutar pela conquista de pontos, o que implica classificarem-se nos dez primeiros das suas classes”, esclarece José Marques.

Seleção de paraciclismo corre a Taça do Mundo Maniago grupoA Seleção Nacional/Liberty Seguros iniciou hoje a participação na Taça do Mundo de Paraciclismo, em Maniago, Itália, participando nas provas de contrarrelógio. Luís Costa foi o melhor português no exercício individual, acabando a corrida de classe H5 no oitavo posto, a 6m43s do vencedor, o antigo piloto de Fórmula 1 italiano Alessandro Zanardi.

Luís Costa completou o “crono” de 26,6 quilómetros em 46m31s. Alessandro Zanardi voou e cilindrou toda a concorrência, conseguindo o tempo canhão de 39m48s, menos 1m55s do que o holandês Tim de Vries e menos 2m30s do que o estadunidense Óscar Sánchez, segundo e terceiro, respetivamente.

Portugal esteve representado nas provas de classe C2, C4 e C5. Telmo Pinão correu os 12,8 quilómetros do contrarrelógio C2 em 21m28s, mais 2m22s do que o irlandês Colin Lynch, que venceu com 19m06s, numa luta animada pelo pódio com o russo Arslan Gilmutdinov, que gastou mais 2 segundos, e com o checo Ivo Koblasa, que ficou a 9 segundos da medalha de ouro.

Os corredores da classe C4 percorreram 26,6 quilómetros. O mais veloz, com 36m27s, foi o eslovaco Jozef Metelka. O pódio ficou completo com o alemão Thomas Schafer, a 21 segundos, e com o checo Jiri Bouska, a 25 segundos. O português José Castanheira acabou na 16.ª posição, a 8m16s.

Carlos Santos competiu nos 26,6 quilómetros da classe C6 e concluiu o esforço individual no 17.º lugar, a 11m33s do ucraniano Yehor Dementyev, que triunfou, com 34m48s. O segundo foi o holandês Daniel Abraham Gebru, a 6 segundos, e o terceiro o austríaco Wofgang Eiebeck, a 1m01s.

As provas de fundo distribuem-se entre sábado e domingo. Luís Costa é o primeiro a entrar em liça, a partir às 14h00 de sábado.

Fonte: Federação Portuguesa de Ciclismo

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome