Para todos nós, que usamos a bicicleta, o facto de sermos muito vulneráveis em comparação com os outros utilizadores da rodovia, faz com que seja fundamental sentirmo-nos seguros.

Bontrager Flare RTUma das formas mais eficientes de nos tornarmos visíveis, é recorrendo ao uso de luzes diurnas. Estas devem ter alcance suficiente para que possamos ser vistos e dar tempo suficiente de reação a quem partilha a estrada connosco.

Estamos a usar atualmente a luz de circulação diurna traseira Bontrager Flare RT e é sobre essa experiência que nos vamos debruçar nas próximas linhas.

Bontrager Flare RTAbrindo a embalagem, temos a luz Bontrager Flare RT, com um desenho compacto e leve, um cabo mini USB para carregamento, um suporte com inclinação de 16º, de modo a que a luz permaneça horizontal, depois de instalada no espigão de selim e o habitual livro de instruções, em inglês.

luz de circulação diurna Bontrager Flare RTAntes de usar a luz devemos fazer um carregamento, embora venha carregada de fábrica é sempre conveniente efetuar esta operação logo que se retira da embalagem.

luz de circulação diurnaA instalação da luz Bontrager Flare RT é muito simples, basta colocar o suporte no espigão de selim, este tem alguma elasticidade e pode ser ajustado mediante o diâmetro do tubo.

Depois basta encaixar a luz no local designado até ouvirmos um “click”, que significa que está firmemente presa ao suporte e está pronta a usar.

luz de circulação diurna BontragerRetirar a luz é também muito simples, basta empurrar uma aba plástica e puxar no sentido contrário ao do encaixe e esta solta-se facilmente.

Para ligar basta carregar duas vezes seguidas no botão “power”, para alterar o modo, basta carregar no botão uma para podermos navegar pelos cinco modos diferentes disponíveis. Para desligar a luz, basta pressionar o botão “power” por alguns segundos e a luz desliga-se.

Ao lado do botão para ligar e desligar, encontra-se uma pequena luz led, que nos indica o estado o estado da bateria da Bontrager Flare RT:

  • Luz verde constante: Bateria entre os 25% e 100%
  • Luz vermelha constante: Bateria entre os 5% e 25%
  • Luz vermelha a piscar: Menos de 5% de bateria

O nosso conselho é, não tendo um equipamento para verificar o estado atual da bateria (compatível com os ciclo-computadores Garmin Edge), caso não carregue diariamente, estar atento a esta luz LED e uma vez que esta fique a vermelho, colocar a carregar. Convém não ficarmos sem bateria ao longo do nosso percurso. Para estar sempre seguro, sempre que chegarmos a casa é aconselhável colocar a carregar.

A luz Bontrager Flare RT dispõe de um sensor de luz ambiente que ajusta os modos à claridade disponível.

Os modos disponíveis são 5:

DAY FLASH – Luz intermitente de 90 lumens de intensidade (intensidade máxima) com autonomia aproximada de 6 horas (ajusta à intensidade da luz diurna).

Se a claridade do dia, detetada pelo sensor, é reduzida o DAY FLASH funciona com o modo ALL DAY FLASH, que é também uma luz intermitente com apenas 45 lumens de intensidade, fazendo com que a bateria tenha a sua autonomia prolongada para aproximadamente 12 horas.

NIGHT FLASH – Luz intermitente, em modo noturno. Quando o sensor deteta que a claridade do dia é mínima, o DAY FLASH muda para NIGHT FLASH, o que implica uma intensidade de 5 lumens e uma autonomia de 15 horas, aproximadamente.

DAY STEADY  – É o modo de luz fixa para uma claridade diurna. Tem uma intensidade de 25 lumens e uma autonomia aproximada de 4,5 horas.

NIGHT STEADY – É o modo de luz fixa para a noite, tem uma intensidade de 5 lumens e permite uma duração aproximada da bateria de 13,5 horas.

Resumindo, quanto maior a claridade, maior a intensidade, para permitir uma visibilidade melhor. À medida que a claridade diminui, a intensidade diminui também (porque a luz se torna, obviamente, mais visível), aumentando significativamente a duração da bateria e a autonomia da luz.

De acordo com a Bontrager a Flare RT tem um alcance de 2 km, o que é uma distância suficiente para permitir a um condutor reagir em conformidade, tornando a viagem do ciclista muito mais segura.

A intermitência é feita em três tempos, sendo que no último tempo a luz pisca por três vezes. De acordo com todas as pesquisas desenvolvidas esta é a forma mais eficiente para chamar a atenção dos outros utilizadores da via.

Mais info em www.trekbikes.com.

Review
Peso
10
Funcionalidade
9,5
Eficácia
9,5
Autonomia
10
Visibilidade
10
Artigo anteriorINEOS garante que saída de Chris Froome não acontece por disputas internas
Próximo artigoA gama 2021 da Grand Canyon foi revelada
Diogo Lobo
Fundador do BTT Lobo e desde pequeno aficionado pela bicicleta. Eterno apaixonado por comunicação, vídeo e criação de conteúdo, profundo amante de bicicletas, principalmente as de BTT. É no BTT que está a minha paixão, e é esta mesma paixão que me move para continuar a dar diariamente as novidades mais fresquinhas sobre o mundo das bikes. O objetivo passa por trazer um pouco do meu conhecimento a quem segue o BTT Lobo e, quem sabe, melhorar o quotidiano de quem usufrui do nosso site, o seu portal a pedal em Portugal e no Mundo.