O irlandês Sam Bennett (BORA-hansgrohe) venceu hoje ao ‘sprint’ a etapa inaugural da 55.ª edição da Volta à Turquia em bicicleta, que marcou a estreia da W52-FC Porto em corridas do escalão WorldTour.

Sam Bennett, de 28 anos, cumpriu os 156,7 quilómetros entre Istambul e Tekirdag em 3:32.34 horas, batendo sobre a meta o holandês Fabio Jakobsen (Deceuninck-Quick Step), segundo classificado, e o australiano Caleb Ewan (Lotto Soudal), terceiro.

PUB

Para o irlandês, este foi o oitavo triunfo na corrida turca, na qual já venceu etapas em 2017 e 2018, e a quinta vitória em 2019, depois de ter triunfado no último dia da Volta a San Juan, na Argentina, e na última tirada da Volta aos Emirados Árabes Unidos, além de dois ‘sprints’ bem sucedidos no Paris-Nice.

No primeiro dia dos ‘dragões’ numa prova do principal escalão do ciclismo mundial, o mais bem posicionado foi Samuel Caldeira, no 27.º lugar, logo seguido de Edgar Pinto (28.º), sendo que toda a equipa chegou integrada no pelotão, com o mesmo tempo do vencedor: Ricardo Mestre (47.º), Rafael Reis (55.º) e José Ferreira (107.º), além dos espanhóis Raúl Alarcón (57.º) e Gustavo Veloso (71.º).

O português Nuno Bico (Burgos-BH) também chegou com o principal grupo, no 56.º posto.

Na quarta-feira, a segunda de seis etapas da prova vai ligar Tekirdag a Eceabat, ao longo de 183,3 quilómetros, com uma contagem de montanha de terceira e outra de segunda categoria, além de um final que termina em alto.

A subida de 3,15 quilómetros, com uma inclinação média de 3,6%, torna este um cenário difícil para os velocistas, mas pode favorecer ‘puncheurs’ e candidatos à vitória final que procurem ganhar vantagem cedo.

Deixar uma resposta