Rui Oliveira concluiu hoje no quarto lugar a prova de omnium, em pista, dos II Jogos Europeus, a 11 pontos do bronze, em Minsk.

O atleta luso terminou com 126 pontos, em prova arrebatada pelo holandês Willem Van Schip com 178, seguido do suíço Thery Schir, com 144, e do polaco Staniszewski, com 126.

Rui Oliveira manifestou-se hoje desapontado com o facto de ter falhado o pódio nos II Jogos Europeus, com o quarto lugar na prova de omnium e o quinto em Madison, com João Matias.

“Estou desapontado, pois vim para ganhar uma medalha. Claro que ficar ali tão perto é sempre um bocado desapontante. Lutei com todas as forças que tinha para conseguir a medalha, mas às vezes não é possível”, lamentou.

Antes da derradeira das quatro provas do omnium, em Minsk, estava a 14 pontos do bronze, conseguindo encurtar a desvantagem para 11.

“Estava em sexto, boa posição para entrar na última corrida. Dava-me um pouco mais de liberdade para seguir o pelotão, porém, quando entrei as sensações eram muito más e o meu primeiro pensamento foi defender o lugar. A meio da corrida, as coisas começaram a correr melhor e sabia que mesmo que não conseguisse o pódio tinha de lutar e ir até ao fim. Foi o que fiz, mas não deu”, lamentou.

O jovem gaiense reiterou ainda a determinação em representar Portugal nos Jogos Olímpicos, recordando que se assim não fosse “já estaria de férias”.

“Se não tivesse o objetivo de ir a Tóquio202 não estava aqui, já podia estar de férias há algum tempo. Adoro representar o meu país e ir aos Jogos continua a ser um dos meus grandes objetivos e é por isso que aqui estou é lutar até ao fim”, concluiu.

Deixar uma resposta