Rúben Guerreiro vai representar a equipa suíça Katusha Alpecin em 2019, anunciou a formação orientada por José Azevedo, deixando a Trek-Segafredo ao fim de dois anos.

Guerreiro, campeão português de fundo em 2017 e vencedor da Volta a Portugal do Futuro em 2014, vai juntar-se a uma equipa do principal escalão do ciclismo mundial e que conta atualmente com José Gonçalves e Tiago Machado.

Aos 24 anos, o ciclista vive este ano uma das melhores temporadas da carreira, com um ‘top 10’ no Tour Down Under, na Austrália, um quarto lugar no Herald Sun Tour e, no último domingo, um quinto lugar na Clássica da Bretanha, prova ‘WorldTour’.

“A Katusha Alpecin sempre foi uma das minhas equipas preferidas. (…) Também há uma ligação portuguesa substancial, o que facilita as coisas para mim”, explicou o atleta, citado pela futura equipa em comunicado.

Segundo Guerreiro, esta foi “a escolha certa” para “o próximo passo na carreira”, e o português, que assinou um contrato de um ano, quer agora concentrar-se em mostrar-se à nova equipa e “ser um bom colega de equipa”, destacando ainda as clássicas das Ardenas, provas de um dia e voltas de uma semana como a especialidade.

“Devido a alguns problemas de saúde, não consegui sempre mostrar o que valho, mas vou fazê-lo no próximo ano”, rematou.

O português José Azevedo afirmou seguir “há muito tempo” a carreira do ciclista, elogiando o estilo do luso, “agressivo e sempre a tentar entrar em fugas”, bem como os bons resultados conseguidos em 2018.

Deixar uma resposta