Rescaldo do 7º FIABA BTT 2018

52

No passado domingo, foi dia de nos deslocarmos até junto do Mosteiro da Batalha e participar no 7º FIABA BTT 2018.

© Carlos Venceslau

Este evento contou com quase 190 atletas inscritos, de onde poucos mais 100 se propuseram a percorrer os 48km que contavam com a subida à famosa Pia do Urso, tendo enfrentado o Homem da Marreta.

Os restantes, na sua maioria crianças, percorreram os 20km não competitivos, bem mais acessíveis a nível físico e técnico, com o intuito de proporcionar algo mais acessível aos atletas de mais tenra idade e aos entusiastas da modalidade com menos preparação por forma a fomentar a modalidade, o que é de salutar.

Os atletas do BTT Lobo foram experimentar os 20km nas calmas e apreciar a paisagem.

O tempo não era o melhor, tendo tido inclusive direito a alguns parcos pingos de chuva. Vá-se lá entender o São Pedro.

A partida da distância grande foi dada com alguns minutos de atraso, tendo sido posteriormente seguida da partida dos 20km, guiados nos primeiros quilómetros, até entrar na terra, por um elemento da organização.

O percurso esteve bastante bom para o fim a que se proponha, sem grande exigência física/técnica.

© Carlos Venceslau

As marcações, apesar de ser na parte não competitiva, podiam melhorar, tendo sido perceptível alguma confusão por parte dos menos habituados, principalmente em zonas de passagem nos eucaliptais, onde o caminho no chão não era perceptível. As mudanças de direção mais fechadas ou mais rápidas, também mereciam umas marcações mais atempadas, ou umas placas a indicar a direcção, que se vissem a alguma distância. Nalguns casos mais algumas fitas, também não tinham feito mal.

Nos cruzamentos/entradas no alcatrão, não avistámos nenhum elemento da organização, por forma a dar mais alguma segurança ao evento.

Percebemos que era a distância não competitiva, mas ficaria mais aproximada à realidade, para os atletas, principalmente os mais novos, terem uma experiência mais realista.

Os últimos quilómetros, sobrepostos aos quilómetros iniciais e com as setas de cal em sentido contrário (eram do inicio do percurso), levaram a alguma confusão, bem como a passagem junto ao Mosteiro, pelo meio das viaturas e dos turistas/residentes.

O local, está muito bem situado, com secretariado, meta, lavagem de bicicletas, banhos e estacionamento com fartura, tudo muito perto.

Quanto aos banhos, e apesar de termos sido dos primeiros a usufruir, a água estava fria. No entanto as instalações são muito boas.

Foi no geral um bom evento, que merecia mais participantes e que tendo em atenção a uma melhoria na marcação dos percursos e segurança nas zonas de alcatrão, tem tudo para ser excelente.

No final, o passeio acabou com 21.4km e perto de 330m de subida acumulada, conforme registado pelo Garmin.

Resultados dos 48km:

Geral
1º – Marco Sousa – RÓÓDINHAS / Santos Silva – 1:56:48
2º – Diogo Almeida – TRANSFOR-FATIMABTT – 1:56:52
3º – João Santos – RÓÓDINHAS / Santos Silva – 1:56:53
(…)
107 – Amilcar Antunes – Voltinhas à Maneira Team – 4:12:59

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome