Projecto vai distribuir bicicletas de bambu a alunos das escolas públicas

264
Chama-se Escolas de Bicicleta e é um projecto que irá distribuir bicicletas de bambu para cerca de 4.600 alunos de escolas da rede pública de São Paulo. Segundo o Planeta Sustentável, cada uma das 46 unidades do Centro Educacional Unificado (CEU) irá receber, até Dezembro, cerca de 100 bicicletas construídas com bambu. O projecto tem o selo da Secretaria Municipal de Educação.

Idealizado por Mikael Colville-Anderson, especialista em mobilidade urbana e criador do conceito Copenhagenize, o projecto vai desenvolver ainda workshops e cursos para que as crianças utilizem as bicicletas de forma segura e correcta. O objectivo é que os jovens tenham noção da crescente importância da bicicleta no trânsito das cidades, quer pelo seu carácter de mobilidade quer de sustentabilidade.

Uma novidade no mercado brasileiro, a bicicleta de bambu é sustentável e vem equipada com retrovisor, buzina, iluminação dianteira e traseira, capacete, travão de segurança e colete reflector.

Para a utilizarem, a Escolas de Bicicleta vai dar aulas de noção de direcção e equilíbrio e vai ensinar as regras de trânsito. Paralelamente, os alunos deverão ajudar no processo de traçar percursos para a bicicleta e participar em actividades relacionadas com cidadania e reciclagem.

As escolas que participarem neste projecto terão de se tornar centros de recebimento de garrafas PET, que depois serão enviadas para reciclagem. A cada pesagem, 20 novas bicicletas são entregues para a escola que arrecadou a maior quantidade de material.

“[Este programa possibilitará] o regresso à bicicleta pela saúde das crianças e a transformação das comunidades em lugares melhores para se viver”, concluiu Mikael Colville-Anderson, que quer tornar todas as cidades do mundo como Copenhaga, uma das urbes mais sustentáveis do Planeta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome